O deputado federal Jair Bolsonaro é um dos principais nomes da política brasileira. [VIDEO] Ele é considerado um dos pré-candidatos à presidência da República e, em uma entrevista ao jornal 'Folha de São Paulo', especulou o que poderia fazer ele desistir da vontade de chegar ao posto mais alto do poder. [VIDEO]Jair garantiu que apenas a morte dele ou uma "covardia" poderiam fazer ele desistir do pleito. Logo iniciaram especulações de que o deputado federal poderia ser assassinado, mas por enquanto não existe qualquer informação que confirme isso.

No entanto, na entrevista à Folha, Bolsonaro chegou a se comparar ao petista Celso Daniel, que teria sido assassinado devido às suas convicções políticas.

O crime é um dos que teve mais repercussão no país e não teve até hoje respostas tão claras, fazendo com que muita especulação seja feita. O político questionou o que está em jogo em uma eleição e fala que é bem mais do que sentar em uma cadeira. O deputado, que é considerado muito polêmico, garante que está fora do que se conhece dos políticos comuns e não tem medo do que diz.

Internautas repercutem entrevista de Bolsonaro à Folha de São Paulo

O assunto tomou conta das redes sociais. Muita gente fez questão de deixar seu comentário. "Ser ‘politicamente incorreto’ é chato, é perigoso...para o establishment! Nós, as pessoas comuns, estamos fartos das ‘boas’ palavras, dos direitos indiscutíveis das minorias e franjas da sociedade (quando democracia quer dizer poder da maioria...), da violência gratuita! Por isso digo: Força Bolsonaro", disse um dos apoiadores do político de direita.

As pessoas contrárias ao político não concordaram tanto com a possibilidade dele ser morto. "Não queremos mal a ninguém, nem ao Sr.Bolsonaro, mas que boa parte da sociedade deseja é que ele não seja candidato, pois representa o que mais retrógrado existe, sem qualquer competência para a gestão e mais sem apoio de partido que sustente sua candidatura, não queremos este Senhor, que viva muito, mas fora do executivo", disse um dos internautas ao falar sobre o tema. "O problema é que este cidadão desprovido de inteligência descobriu a fórmula de massagear os cérebros fracos. Está fazendo como o Maluf no início da década de 90 em SP, quando ganhou dizendo ‘vou colocar a rota na rua”', criticou mais um.

E você, o que pensa sobre o assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes. #Eleições 2016 #Jair Bolsonaro