A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT [VIDEO], garantiu que o partido e sua militância "vai em paz" para o julgamento de Lula, na próxima quarta-feira, no TRF-4, em Porto Alegre. A nova sentença pode recomendar a prisão e o impedimento da candidatura de Lula à presidência da República.

Por conta do apelo popular diante do julgamento, tanto dos apoiadores de Lula como dos críticos, há uma preocupação geral em torno da segurança da cidade no dia da sessão. Mas Gleisi garante que o PT não vai em busca de confusão.

"Somos da paz e vamos em paz a Porto Alegre", prometeu a senadora, que, dias antes, causou polêmica ao afirmar ao site "Poder 360" que para Lula ser preso teria de "morrer gente".

Para amenizar sua fala, que garantiu ter sido uma "força de expressão", ela citou a recente caravana que Lula [VIDEO] fez por estados do Nordeste, onde o ex-presidente conta com muitos apoiadores. Segundo Gleisi, muitos diziam que, se fosse preciso, "morreriam" por Lula.

Gleisi garantiu, nesta linha, que o partido fará "resistência" em caso de condenação e determinação de prisão. Por fim, descartou e disse que "é coisa para rir" o fato de um partido político receber a responsabilidade de zelar por segurança de uma cidade.