Rachel Sheherazade é uma das jornalistas mais conhecidas e polêmicas da televisão brasileira. a fama da apresentadora do ‘’Jornal do SBT’’ veio por fãs que achavam que sua posição política era totalmente conservadora e liberal.

Portanto, seu nome ficou muito associado à direita política brasileira. Com um discurso anticomunista, Rachel virou uma das personalidades que mais lutaram contra o governo petista da ex-presidente Dilma Rousseff.

Sheherazade surpreende a todos e diz que não tem nenhuma empatia política por Jair Bolsonaro

Como sua posição política era bem conservadora, o discurso da jornalista tanto na televisão quanto nas redes sociais levaram os seguidores e simpatizantes do deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) a acreditarem que a moça era mais uma voz da extrema-direita.

Logo associaram Rachel como uma militante do parlamentar, que será um dos postulantes ao cargo de presidente da República neste ano.

Para surpresa de muitos, nas últimas semanas a jornalista tem disparado diversas postagens em suas redes sociais contra Bolsonaro e os seguidores do parlamentar. [VIDEO] Em uma de suas postagens, ela fez questão de dizer que a extrema-direita está cada dia mais parecida com a esquerda e fez clara alusão que não gosta nenhum pouco da ideia de que o deputado federal seja o comandante do Brasil nos próximos anos.

"Na política e na vida, falsos profetas estão sempre por perto para se aproveitar dos menos capacitados. Portanto, não acreditem em falsos 'Messias' que temos por aí", disse a apresentadora em uma de suas publicações pessoais no Facebook.

Defensores de Bolsonaro acusam Rachel de traição e dizem que o noivo dela foi quem a fez muda de ideia

Nas redes sociais, a apresentadora tem sofrido diversos ataques dos seguidores de Bolsonaro. [VIDEO] Vários desses seguidores acusam Sheherazade de traição e alguns dizem que foi o namorado dela, Matheus Faria, que a fez mudar de ideia.

Em entrevista ao portal de notícias UOL, Rachel disse que nunca teve empatia política pelo parlamentar e se defendeu dos ataques, dizendo que seu namorado não tem qualquer participação nas suas escolhas políticas. "O Matheus é uma pessoa que vive a política do cidadão e não a política partidária", disse a moça.

Raquel ainda terminou a reportagem dizendo que nunca disse que apoiaria nenhum candidato, pois sua profissão não permite que faça este tipo de escolha, porque poderia induzir outras pessoas a seguirem suas preferências. Sobre o fato de ter seu nome vinculado ao de Jair Bolsonaro, ela resumiu dizendo que, como sempre foi uma liberal conservadora, os militantes e criadores de fake news (notícias falsas) logo a colocaram como aliada do deputado, mas, segundo ela, essa nunca foi a sua intenção.