O advogado Cristiano Zanin se tornou uma das figuras principais quando o assunto é os processos que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O advogado esteve ao lado de Lula e o defendeu da maneira como achava condizente, mesmo tendo que se utilizar de jogos sujos ao atacar o juiz federal Sérgio Moro ou mesmo tentar tirar a paciência do magistrado.

Zanin ficou rico, famoso, mas se tornou alvo de chacota. Ele construiu a visão de um advogado arrogante, metido e que muitos jornalistas e advogados chegaram a dizer que atrapalhava mais Lula do que o ajudava. Seus constantes ataques a Moro fizeram juízes de todo o Brasil repudiarem suas ações.

As estratégias criadas por ele acabaram manchando ainda mais a imagem do petista.

Zanin conseguiu aumentar muito a sua renda com o alto valor ganho para defender o líder do PT. Ele acabou não tendo êxito, mesmo que algumas pessoas acreditem que Lula poderia ter sido preso bem antes se não fosse o advogado.

Zanin não foi páreo para um juiz totalmente preparado e sábio. Moro se precaveu de todas as formas e até mesmo quando a defesa de Lula tentava um último recurso, foi surpreendida com uma sentença exterminadora do juiz [VIDEO]. Zanin foi derrotado por goleada e recebeu o tiro de misericórdia no Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4), em Porto Alegre (RS), nessa quarta-feira (24).

O sonho

De acordo com as informações do site Jornal da Cidade Online, Lula teria apenas um compromisso com Cristiano Zanin.

O petista teria lhe prometido, caso se tornasse presidente da República, uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF). O sonho acabou. Lula praticamente não vai conseguir disputar as próximas eleições. Ele estará enquadrado na Lei da Ficha Limpa, assinada por ele mesmo quando era presidente.

Zanin perdeu feio e sua arrogância foi barrada pela força de Sérgio Moro, que em nenhum momento se abateu diante dos ataques do advogado. O juiz federal esperou o momento certo para dar o veredito.

Prisão de Lula

Conforme informações da jornalista Andreza Matais, do jornal O Estado de São Paulo, a cúpula da Polícia Federal estaria planejando a forma de levar o ex-presidente para a cadeia [VIDEO]. As autoridades não querem criar uma repercussão negativa como aconteceu quando Lula foi levado coercitivamente para depor à PF, em março de 2016.

O Judiciário é que vai definir o momento da prisão do petista, mas já estão sendo feitos contatos com seu advogado para que tudo ocorra de uma forma tranquila e sem muito alarde. Lula ficará numa cela normal, já que não possui a ensino superior.