Ao menos no discurso, o governador de São Paulo Geraldo #Alckmin se diz tranquilo quanto aos elogios do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao apresentador global Luciano Huck [VIDEO]. Em mais de uma ocasião, FCH disse que #huck seria uma boa opção de candidatura para as eleições de 2018, o que poderia fazê-lo um potencial adversário de Alckmin.

Na tarde desta quinta-feira, 8, Alckmin foi perguntado sobre o quanto se sentia apoiado por FCH após esses elogios e demonstrou serenidade na análise, fugindo de qualquer tipo de polêmica.

"Não me sinto sabotado pelo FHC, até estivemos juntos no sábado retrasado. Tomamos um café", disse.

"Se Huck vai ser candidato cabe só a ele a definição. FHC é um estadista e devo a ele o cargo na presidência do PSDB", comentou o governador paulista.

Alckmin, em outro momento, até lembrou que recebeu o apoio de Huck [VIDEO] na campanha à prefeitura de São Paulo em 2000. O governador de São Paulo reconheceu que o apresentador da Rede Globo é "uma excelente liderança, jovem e amiga do presidente Fernando Henrique Cardoso".

No dia 11 de março, Alckmin buscará a indicação à presidência nas prévias do PSDB. O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, também pleiteia o cargo.