Acusado de ter realizado campanha antecipada, o apresentador Luciano Huck voltou a afirmar que não pretende concorrer à eleição presidencial [VIDEO] deste ano. A afirmação foi feita pela defesa do global ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Huck precisou reportar ao TSE após representação do Partido dos Trabalhadores (PT), que acusou o apresentador de ter se colocado como candidato durante uma exibição do programa do também apresentador Fausto Silva, o Faustão.

Em seu argumento, a defesa de Huck afirmou que o apresentador “reitera que não será candidato no pleito deste ano”.

A defesa do global também comparou a matéria exibida no programa do Faustão com as recentes participações do presidente Michel Temer (PMDB) em programas de televisão, como do Silvio Santos e Ratinho, do SBT.

Para a defesa de Huck, “não há motivo para se pretender recriminar” o apresentador, afirmando que o apresentador do Caldeirão do Huck apenas defendeu a necessidade de renovação da “carcomida política nacional”.

FHC defende eventual candidatura de Huck

Apesar de voltar a negar que será candidato na corrida eleitoral deste ano, Huck continua em pauta no noticiário político.

Em entrevista concedida à Rádio Jovem Pan nesta semana, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) elogiou uma possível candidatura de Huck [VIDEO], afirmando que a presença do apresentador na corrida eleitoral seria “algo bom para o Brasil.

FHC também afirmou ser amigo de Huck e de sua família, dizendo ainda que o global pode “arejar” e “botar em perigo a política tradicional”.