2

Após a Comissão de assessoramento técnico da Corte Eleitoral reprovar o sistema da urna eletrônica da empresa Smartmatic, na última Segunda (05), o deputado e pré-candidato a república Jair Bolsonaro declara no Twitter que “Eleições sem voto impresso é fraude” e ganha apoio de seus seguidores.

A Smartmatic, empresa fundada na Venezuela mas que hoje esta sediada em Londres teve seu sistema de engenharia eletrônica reprovado após um rigoroso teste feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), segundo a comissão que avaliou o software, a empresa não cumpriu com as exigências técnicas necessárias para a impressão dos votos.

Em Janeiro após a Smartmatic ganhar o pregão eletrônico do TSE para fornecimentos das urnas eletrônicas para as eleições de 2018, Bolsonaro ficou irritado com o resultado.

“Quer dizer que a Smartmatic vai fazer as impressoras também? De novo? Não é possível”, desabafou.

Bolsonaro, que foi o criador do projeto de a lei que obriga a impressão do voto eletrônico, diz que estuda a possibilidade de recorrer ao STF para que o Tribunal cumpra com integralidade o projeto do voto impresso nas eleições de 2018.

Projeto de Bolsonaro aprovado

Em 17 de Junho de 2015, o congresso aprovou por 433 votos a favor e 7 contra, uma emenda constitucional que inclui o voto impresso as urnas que passariam a emitir um recibo para que os eleitores pudessem confirmar se o número votado na urna confere com o candidato escolhido.

Esse projeto foi o primeiro do deputado Jair Bolsonaro [VIDEO] aceito pelo congresso após 25 anos.

“Sou completamente discriminado porque eu sou um homem de direita.

Alguns projetos eu dou para outro deputado apresentar porque, se pintar meu nome, não vai para frente”, afirmou Bolsonaro após a aprovação de seu projeto de lei.

Ainda em 2017, um Teste Público de Segurança detectou 3 falhas no sistema das urnas eletrônicas, mas na época segundo o TSE, as falhas estariam sendo corrigidas e que não haveria grandes riscos para as eleições de 2018.

Uma consulta popular feita pelo o Instituto Paraná Pesquisas perguntou as pessoas em qual sistema de votos ela mais confiaria, urnas eletrônicas ou cédulas de papel?

O resultado da pesquisa foi que 52% das pessoas entrevistadas disseram confiar nas urnas [VIDEO] eletrônicas, 31,8% disseram preferir o velho método de voto com cédulas de papel enquanto 12% não acreditam em nenhum dos modelos.

O resultado mesmo que favorável as urnas eletrônicas, mostrou que quase metade da população não confia nas urnas eletrônicas.