Começou o período de especulações de possíveis candidaturas para a Presidência da República. Entretanto, o grande número de políticos que pode se candidatar par as Eleições de outubro poderá ser determinante para uma divisão maior do que já se está acostumados em períodos eleitorais como este. Veja os pré-candidatos à Presidência:

Pré-candidatos

Lula (PT)

Um dos fortes nomes que sempre aparece nas pesquisas de intenções de voto realizadas todos os anos é o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele larga na frente dos demais candidatos. O seu, status apesar de forte, sofre grande pressão com os escândalos gerados pela Odebrecht, caso do tríplex do Guarujá (SP), entre outros problemas que o ex-presidente anda enfrentando.

Lula tem bastante apoio popular e, caso dê tudo certo, poderá ganhar esta eleição. Contudo, se o ex-presidente for preso, a cúpula do PT não tem um segundo nome neste momento para ser colocado em pauta.

Jair Bolsonaro (PSC)

Um dos mais atuantes nas redes sociais, o deputado federal Jair Bolsonaro anda conquistando uma boa legião de fãs, como o público jovem, por causa de ideias considerada inovadoras no mundo da política. Porém, há um grande desprezo pelo político ser ultraconservador e ex-militar.

Jair ainda precisará de muito apoio popular, mas já pode fazer frente a seu principal rival nesta disputa, que é justamente Lula que também divide muitas opiniões.

Geraldo Alckmin e João Doria (PSDB)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é figurinha carimbada nas eleições para presidente, assim como o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

O político já tentou em outras oportunidades, mas sem sucesso.

O prefeito de São Paulo, o também tucano João Dória, conquistou parcialmente o público, embora tenha perdido um pouco do prestígio nos últimos meses. Contudo, é um nome a concorrer nesta disputa.

As discussões internas do partido refletem nas opiniões, principalmente de pessoas como Aécio Neves, que foi envolvido em vários problemas no decorrer do ano de 2017, como uma acusação de ter recebido 10 milhões da Odebrecht. Entretanto, o senador nega veementemente.

Marina Silva (Rede)

Nome que está sempre presente nas últimas eleições presidenciais, Marina Silva conseguiu um bom eleitorado nas eleições de 2014, com aproximadamente 20% dos votos, demonstrando sua força, do que pode ser capaz agora, principalmente pela oposição gerada em torno de velhos conhecidos como Lula, Geraldo Alckmin, João Doria e o tão questionado Jair Bolsonaro.

Ciro Gomes (PDT)

Ciro Gomes terá um grande desafio nessas eleições: conquistar o eleitor. O eleitorado em geral não aceita as propostas que o candidato à Presidência apresenta.

Isso reflete em uma grande rejeição, cerca de 22%, segundo o instituto de pesquisa Datafolha.

Manuela D’Ávila (PC do B)

Uma das consideradas novatas à Presidência da República, Manuela terá um grande desafio de se popularizar em todos os estados do Brasil. Afinal, ainda não é conhecida por parte do eleitorado brasileiro.

Álvaro Dias (Podemos)

O senador Álvaro Dias (PR) terá como grande desafio conseguir se popularizar e aumentar seu eleitorado para que as intenções de voto aumentem gradativamente.

João Almoêdo (Novo)

Outro candidato à Presidência que não é conhecido nacionalmente. Entretanto, sua estratégia de começar cedo a fazer palestras pelo Brasil pode ser um fator positivo para ganhar popularidade que precisa nessas eleições.

Paulo Rabello de Castro (PSC)

Desconhecido pela maior parte do eleitorado, Paulo Rabello, além de tentar ganhar prestígio e popularidade, terá que conciliar a reforma do próprio partido, que perdeu muitos membros para outras legendas.

Henrique Meirelles (PSD)

O ministro da Fazenda é a maior surpresa dos que estão sendo especulados até o momento. Figura conhecida por parte da população, Henrique terá que ter bons argumentos e boas propostas capazes de fazer com que o Brasil cresça. Meirelles deverá ter apoio do presidente Michel Temer e da própria bancada do PMDB.

PSOL

Um partido que ainda não definiu um candidato próprio até então. Nomes como Guilherme Boulos, Plínio Arruda Sampaio Jr, Nildo Ouriques, Hamilton Assis e Sônia Guajajara são especulados até o momento. Porém, são completamente desconhecidos por boa parte da população brasileira.