O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva é o principal cotado para ser candidato à presidência da República pelo PT (Partido dos Trabalhadores), mas, após ser condenado em primeira e segunda instâncias pelo caso do tríplex, o futuro do petista fica ameaçado.

No momento, Lula ainda tem pequenas chances de reverter sua situação e se livrar da pena, mas nenhum especialista em direito criminal acredita mais nisso, até porque o ex-presidente foi condenado a 9 anos e meio pelo juiz federal Sérgio Moro e, posteriormente, a mais de 12 anos pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4° Região), portanto mudar isto seria muito difícil.

Quando um político é condenado em segunda instância e fica prestes a ser preso, geralmente, a Justiça apreende o passaporte do cidadão para que não haja quaisquer chances de fuga, para se caso acontecer uma eventual prisão.

Queria fugir?

Há muitos boatos de que integrantes do PT estariam planejando uma fuga para Lula caso o mesmo fosse condenado, mas nada disso é confirmado, porém, há uma grande parcela da população que acredita que é uma grande injustiça o que vem sendo feito com o petista.

No entanto, assim que houve a condenação, a Justiça do DF (Distrito Federal) havia apreendido o passaporte e proibido que o ex-presidente fizesse qualquer viagem internacional, mas Lula conseguiu, através da decisão do Juiz do TRF-1 derrubar a decisão e conseguir seu passaporte de volta.

Isto causou revolta em uma parte população, pois assim o ex-presidente ganha privilégios que outros políticos não têm quando estão sendo investigados pelo tribunal.

Repercussão da decisão

A decisão foi recebida de forma bem infeliz por parte da população que apoia a prisão do ex-presidente imediatamente, uma vez que já foi condenado duas vezes por conta de um suposto presente da empreiteira Odebrecht em troca do favorecimento em firmamentos de contratos com a estatal Petrobras durante o seu governo, de 2003 a 2010.

Porém, os apoiadores do petista comemoraram muito a decisão, que tirou o ex-presidente do Sistema Nacional de Procurados e Impedidos da Polícia Federal, ficando novamente livre para sair do Brasil e fazer qualquer viagem de seu desejo [VIDEO].

O pré-candidato à presidência, integrante do PDT, o Ciro Gomes afirmou que auxiliaria o Lula em uma eventual fuga caso fosse condenado, pois na visão do político, não há quaisquer provas contra o petista e isto é uma armadilha [VIDEO].