Michel Temer [VIDEO]está em uma cruzada pelos meios de comunicação desde a última semana para tentar melhorar a imagem da reforma da Previdência perante a sociedade. O peemedebista [VIDEO] conhece a rejeição que o projeto tem com a população e por consequência a dificuldade que será aprová-lo no Congresso. A nova estratégia do Planalto é ir no maior número de meios de comunicação possíveis para tentar defender a reforma. Na última sexta-feira (2), Temer esteve nos estúdios da RedeTV! e tratou sobre o assunto.

No jornal RedeTV!, #Michel Temer negou que tenha jogado a toalha e desistido de aprovar a reforma da Previdência.

O chefe do Executivo afirmou que o primeiro turno de votação na Câmara deve acontecer já em fevereiro, pois esse tema não pode dominar o governo durante todo o ano, ainda mais no período eleitora.

A votação foi marcada por Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, para o dia 19 de fevereiro, na segunda-feira posterior a semana de Carnaval. Segundo o G1, líderes de partidos governistas contabilizam cerca de 270 votos favoráveis à reforma. Por se tratar de uma emenda à Constituição, são necessários no mínimo 308 votos para que a reforma seja aprovada em dois turnos na Câmara e Senado. #Dentro da política