O presidente da República Michel Temer resolveu assinar o decreto autorizando uma intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro. Após mostrar-se resistente com a ideia, Temer admitiu que o Rio está em profundo estado de calamidade e precisa urgentemente de ajuda.

No entanto, há rumores que rondam o Congresso Nacional de que Michel Temer está com um ''plano B'' que poderá ocorrer caso a intervenção federal realmente ''dê certo''. Ao que tudo indica, Temer poderá se candidatar para as eleições presidenciais deste ano.

O portal ''Correio Brasiliense'' questionou o ministro da Justiça, Torquato Jardim, sobre a possibilidade de Michel Temer ser um dos candidatos. O ministro foi enfático com a resposta e avaliou que isso poderá ocorrer no futuro, não sendo descartado. Torquato avaliou que o chefe do poder Executivo sempre tem a possibilidade de reeleição.

O Palácio do Planalto já estaria tentando colocar esta ideia nos corredores do Congresso Nacional. Após a reforma da Previdência ser descartada devido a intervenção, reeleger Michel Temer seria a opção ''viável'', caso as Forças Armadas se ''deem bem'' no Rio de Janeiro.

Governador do Rio

O governador do Rio de Janeiro, Eduardo Pezão, mandou uma mensagem para Michel Temer, avaliando que as coisas só ocorrerão de maneira ''saudável'' no Rio se houver muitas carteiras assinadas com a população, e que este seria o meio de ganhar esta batalha.

Pezão participava de um evento da Marinha, em Itaguaí (RJ), nesta última terça-feira, 20 de fevereiro. As declarações foram dadas diretamente para Temer.

Pezão afirmou que o presidente estaria ajudando muito o Estado, porém para resolver totalmente o problema, o Rio precisaria de empregos, garantindo a renda de todos e diminuindo a criminalidade.

Pezão deu a declaração logo após Temer decretar que a governança da do Estado passa para as mãos do General Braga Netto, do Exército Brasileiro. O general assumirá o comando das Polícias cariocas até o dia 31 de dezembro de 2018.

Planos e estratégias já estão sendo feitos, o objetivo é diminuir a criminalidade e melhorar a vida da população. A segurança pública se tornou um grave problema no Estado.

Michel Temer respondeu a Pezão, avaliando que o Governo federal teria investido R$ 200 milhões na região do Itaguaí. Temer disse que está sendo construído um ''novo Brasil'' e este novo capítulo conta com avanços tecnológicos e empregos.

Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Michel Temer
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!