Com uma possível exclusão de Lula da corrida presidencial, o candidato mais favorecido acaba sendo Jair Bolsonaro [VIDEO], que nesta perspectiva assumiria a liderança e se credenciaria de vez ao segundo turno do pleito de 2018. Esse é o cenário apontado pela nova pesquisa Datafolha, divulgada nesta semana.

No entanto, a disputa fica bem mais acirrada sem a participação do ex-presidente petista. Bolsonaro fica na liderança com 18%, mas não tem larga vantagem sobre os seus principais oponentes. Marina Silva, da Rede, aparece em segundo lugar com 13%. Ciro Gomes, do PDT, tem 10%, enquanto Geraldo Alckmin, do PSDB, e Luciano Huck, sem partido, se dividem no quarto posto com 8%.

Lula [VIDEO] tem participação incerta nas eleições, apesar de o PT já considerá-lo como pré-candidato. Por conta de sua condenação em segunda instância no TRF-4, na semana passada, ele corre o risco de ser preso e de ficar inelegível até que se esgotem todos os recursos cabíveis pela defesa. O TSE dará a resposta final sobre essa possível candidatura.

Luiz Inácio Lula da Silva foi presidente do Brasil por dois mandatos, de 2003 e 2011. Por ter terminado em alta sua gestão, teve facilidade para a ajudar na eleição de sua sucessora, Dilma Rousseff, deposta por impeachment em 2016.