Alguns petistas [VIDEO] mais próximos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO] já calculam o período em que o líder máximo do Partido dos Trabalhadores pode ser preso. Segundo matéria do Estadão Conteúdo deste domingo (18), a avaliação é que, caso Lula seja preso, o fato deve ser consumado em março. A esperança dos petistas é que o Supremo Tribunal Federal (STF) lhe conceda um habeas corpus.

O Partido dos Trabalhadores estuda as estratégias eleitorais, o tipo de mobilização com sua militância e até mesmo o comportamento de Lula, caso ele seja preso. Segundo o UOL, algumas pessoas especularam até que o ex-presidente não seria um preso "dócil".

Chegou-se a falar em greve de fome, porém, petistas próximos a Lula rechaçam com veemência essa hipótese.

Algumas ações já estão sendo tomadas partindo da militância, sem a participação de Lula. A partir desta segunda-feira (19), será montado um acampamento do Movimento dos Sem Terra (MST) e Frente Brasil Popular (FBP) em frente ao condomínio de Lula. O objetivo é constranger os agentes da Polícia Federal que por ventura venham a prender Lula.

Já petistas sugeriram fazer caravanas diárias ao presídio de Curitiba onde Lula pode ser levado, caso seja preso. Uma vigília em frente ao local também é estudada.