O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado em segunda instância pelo caso do triplex no Guarujá, que fica no Litoral de São Paulo.

O petista vinha sendo acusado de ser o dono do imóvel que supostamente foi dado de presente pela empreiteira Odebrecht em troca do ex-presidente ter favorecido a empresa em firmamentos de contratos com a estatal Petrobras.

O petista nega as acusações, porém, agora restam poucas chances para que ele consiga reverter estas graves acusações, até porque já foi condenado a 12 anos de prisão e não pode mais participar das Eleições presidenciais.

Mudança no PT?

Todos do Partido dos Trabalhadores afirmam que não vão escolher um novo candidato à presidência, até porque acreditam na inocência de Lula e o manterão como candidato independente das decisões da Justiça.

O PT ainda não desistiu do ex-presidente e o novo candidato à presidência escolhido pelo PT é o próprio Lula, que teve sua pré-candidatura anunciada pelo partido, mas pode ser que isso mude após especulações.

Mas tem uma outra opção?

Acontece que há grandes boatos de que, dentro do partido, já se conversa sobre um novo nome para substituir Lula nas eleições presidenciais,

Segundo o portal 'Veja', a grande opção seria a ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff, que foi impedida de continuar o seu governo após um processo de impeachment em 2016, ao meio de seu mandato, e seria a mais carismática dentre os eleitores.

Confronto de peso

O Partido dos Trabalhadores, seja qual for o seu candidato, terá uma grande disputa com o deputado federal Jair Messias Bolsonaro que vem dominando as pesquisas.

Antes da condenação de Lula em segunda instância, os portais de pesquisas ainda consideravam a candidatura do petista, assim com ele liderando com mais de 30% em todos os cenários, mas desconsiderando o ex-presidente, quem domina é Jair Bolsonaro, que já praticamente confirma sua presença no segundo turno.

A ex-presidente Dilma Rousseff ainda pode se candidatar porque o crime de responsabilidade não tira os direitos políticos [VIDEO].

Opinião dentro do partido

Segundo o portal 'Veja', dentro do partido o nome de Fernando Haddad não é bem-vindo para uma candidatura à Presidência da República, por este motivo que vem surgindo o nome de Dilma Rousseff como opção, uma vez que a mesma já ganhou duas vezes a corrida presidencial e pode repetir o ato em 2018 com uma boa campanha bancada pelo partido [VIDEO]