Como já era de se esperar, o Senado Federal aprovou com folga o decreto federal de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro. A decisão já havia sido tomada na última sexta-feira e desde então encontrava-se vigente, mas só agora passa a ser oficializada com o placar favorável de 55 a 13 no Senado.

Veja como justificaram os votos alguns dos parlamentares votantes:

LASIER MARTINS - PSDR/RS - SIM

Nós infelizmente hoje vivemos no Rio de Janeiro uma situação de exceção, porque o estado está entregue à bandidagem. As crianças por exemplo não podem sequer ir às escolas porque podem ser atingidas por balas perdidas.

HUMBERTO COSTA - PT/PE - NÃO

Essa é uma intervenção que não demonstra ter qualquer tipo de planejamento.

De onde estão vindo os recursos? Se der errado, nós vamos recorrer de que forma? Ao Vaticano?

CÁSSIO CUNHA LIMA - PSDB/PB - SIM

Nós senadores não temos [VIDEO] outra coisa a fazer hoje que não aceitar a intervenção no Rio de Janeiro. Não se tem alternativa. Qualquer posição contrária é disputa política e não defesa do estado.

GLEISI [VIDEO]HOFFMANN - PT/PR - NÃO

O estado do Ceará está vivendo os mesmos problemas do Rio de Janeiro. E lá vai ser como? Vai ter intervenção também? Ou os 36 homens das Forças Armadas que o Temer [VIDEO] mandou servem?