O juiz federal de 1ª instância da 13ª vara de Curitiba, responsável por julgamentos da Operação Lava Jato, Sérgio Moro, concedeu sua primeira entrevista ao vivo a um canal de televisão. O magistrado foi sabatinado por João Caminoto, do Estadão, Sérgio Dávida, da Folha de S. Paulo, Daniela Pinheiro, da Época, Fernando Mitre, da Band, Ricardo Setti e ao Augusto Nunes, nesta segunda-feira (26).

O jornalista Augusto Nunes já esteve no programa nos anos de 1987 e 1989, e desde 2013 é apresentador do Roda Vida. Estima-se que ele mediou cerca de 500 entrevistas pelo programa da TV Cultura e diz que não poderia ter se despedido de forma mais honrosa do que fechar sua atuação entrevistando o juiz Moro.

Quem assume o programa de entrevistas é o experiente jornalista Ricardo Lessa, com mais de 40 anos no jornalismo brasileiro.

Entrevista atinge o 1º lugar nos trends topics mundiais do Twitter

A entrevista figurou entre os assuntos mais comentados do mundo do Twitter. O juiz falou sobre assuntos polêmicos, como Operação Lava Jato, auxílio-moradia de juízes, prisão em caso de condenação de segunda instância, foro privilegiado e até a série “O mecanismo”, da Netflix [VIDEO].

Caso Triplex

Em 2017 o juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão pelo caso envolvendo o Triplex do Guarujá. A defesa do petista recorreu das mais de 200 páginas que fundamentavam a condenação no TRF-4, em Porto Alegre.

A entrevista do juiz Moro ocorre no mesmo dia em que o TRF-4 confirmou a condenação do ex-presidente, negando o Embargo de Declaração apresentado pela defesa do petista, que buscava recorrer do acordão que aumentava a pena de prisão para 12 anos e 1 mês pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Quem é Sérgio Moro?

Quando se fala em Lava Jato e combate à corrupção, logo vem o nome do juiz Sérgio Moro.

O filho de um casal de professores nasceu no Paraná, em Ponta Grossa, no ano de 1972. Casado com uma advogada, tem dois filhos.

Formado em Direito pela Universidade Estadual de Maringá, em 1995, concluiu o mestrado e doutorado também no Paraná, na Universidade [VIDEO] Federal do Paraná. Participou de programas de especialização para advogados na Havard Law School, nos Estados Unidos, em 1998.

Após atuar como advogado de Direito Tributário, tornou-se juiz aos 24 anos pela Justiça Federal de Curitiba e assumiu a vara que atua hoje em 2003. Desde então, julga crimes contra o sistema financeiro.

Muito aclamado e criticado pelos mais diversos setores do Brasil e do exterior, é considerado hoje um dos maiores nomes do Brasil no combate à corrupção, por alguns.