O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes é um dos nomes que possivelmente agirá em favor do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta segunda-feira, 19 de março, ele distribuiu um habeas corpus apresentado pela Associação de Advogados do Ceará. O documento é contra a prisão de condenados em segunda instância.

A situação de Lula se complicou na Justiça. Muito próximo de ir para a cadeia, o petista utiliza todos os recursos disponíveis para se livrar da pena estabelecida pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4° Região.

O habeas corpus coletivo que está sendo blindado por Gilmar Mendes tem o poder de tirar Lula da prisão e, consequentemente, o ministro faz um duro ataque à presidente do Supremo, Cármen Lúcia.

A defesa de Lula apelou diversas vezes para que Cármen Lúcia coloque em pauta o habeas corpus. A ministra teve uma atitude firme, enfatizando que não irá rediscutir a respeito de condenação em segunda instância, pois, pelo entendimento do STF, o réu poderá ser condenado e não há motivos que façam a ministra querer tratar desse assunto novamente.

As chances de Lula ir para a cadeia só aumentaram, mas agora o ex-presidente vê uma esperança no fim do túnel com a decisão de Mendes. O ministro poderá atropelar as decisões de Cármen Lúcia e colocar o habeas corpus em julgamento. No entanto, o ministro ainda tem mais uma pedra no caminho, que é a ministra Rosa Weber.

Pelo que tudo indica, Weber manterá seu voto em favor da norma estabelecida no STF em 2016, no qual o réu pode ser preso logo após condenação em segunda instância. Assim como Cármen Lúcia, Rosa tende a mostrar uma postura rígida em suas decisões e não abrirá o caminho facilmente para a salvação de Lula.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula

Decisão de Gilmar Mendes assusta o mercado financeiro

Em entrevista para o portal do jornal carioca O Globo, Mendes fez uma indireta a Cármen Lúcia, dizendo que queria ter os dons da Mãe Dinah para conseguir captar o sentimento do povo. As falas soaram como uma grande ataque a presidente do Supremo.

Logo após Mendes distribuir o habeas corpus, a Ibovespa teve uma queda considerável. Em outras ocasiões o mercado já mostrou que é a favor a prisão de Lula. Segundo o portal InfoMoney, a Bolsa de Valores afundou ao notarem que Mendes se tornou a esperança de Lula.

Cármen Lúcia se mantém firme

A ministra do STF enfatizou que a questão sobre prisão em segunda instância só será votada se algum ministro atropelar a pauta do Supremo e conseguir colocar na mesa o assunto. Gilmar Mendes é o nome propício para isto acontecer, mas ainda há o ministro Marco Aurélio Mello, outro nome que será capaz de colocar a discussão em votação no plenário da Corte.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo