Um movimento foi realizado na praia de Copacabana, com intenção de protestar as mortes de diversos policiais militares e civis. O caso está emocionando algumas pessoas.

Segundo algumas informações, diversas pessoas se reuniram no Posto 9, por volta das 10h, com intenção de protestar todas as mortes que estão acontecendo no Rio de Janeiro. Nesse movimento, compareceram as entidades que defendem policiais civis, policiais militares e bombeiros. As pessoas ficaram andando pela praia pedindo justiça, para que os governantes pudessem enxergar o que está acontecendo na cidade.

As pessoas que davam apoio usavam cartazes e faixas pedindo paz.

Também foi visto um cartaz agradecendo o ''Marechal'', que era um morador da comunidade da Rocinha, onde foi morto por diversos bandidos pelo fato dele ter ajudado um policial que tinha sido alvejado por um disparo de fuzil no abdômen. O militar acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

A mãe do policial morto compareceu nesse ato e deu o seu depoimento sobre o caso. ''Preciso que haja Justiça, para que outras mães não passem pelo que eu estou passando agora. Só quem perde um filho sabe a dor. Enquanto os políticos defendem os bandidos, meu filho estava defendendo a pátria e a cidade dele''. Em seguida, ela agradeceu todas as pessoas que se propuseram a sair de suas residências para se manisfestar sobre o aumento da violência que vem assolando a cidade do Rio de Janeiro.

Esse caso está comovendo bastante pessoas que passam no local, pelo fato de diversos policiais estarem morrendo e ninguém faz nada.

Jair Bolsonaro

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro [VIDEO](PSL) também compareceu na Manifestação, acompanhado de seus filhos, que também são parlamentares. Ambos estavam em um carro de som e reclamaram sobre a falta de atenção que os policiais estão recebendo.

O parlamentar também aproveitou o momento e relatou tudo o que iria fazer, caso conseguisse chegar a presidência do Brasil neste ano.

Por que o Rio de Janeiro está desse jeito?

Alguns especialistas comentaram que a cidade está passando por um grave problema político e financeira, onde diversas pessoas acabam sendo afetadas com isso, inclusive, os policiais militares.

Recentemente, uma vereadora identificada como Marielle [VIDEO]Franco (PSOL), teve a sua vida interrompida enquanto saía de um evento que acontecia na cidade. Alguns carros emparelharam com o dela e diversos homens armados realizaram disparos de arma de fogo.