O MDB [VIDEO] vive um clima de dúvida sobre como deve se portar na eleição presidencial deste ano. Sem nenhum nome com força suficiente para encabeçar uma chapa majoritária com chances mínimas de sair vencedora no pleito, o partido busca opções. Inicialmente, foi estudada a possibilidade de se apoiar Geraldo Alckmin (PSDB), mas ao que parece o tucano não está tão disposto assim a se aproximar do governo. Michel Temer já surgiu como uma possibilidade, mesmo com a rejeição recorde que sofre. Outro nome também já mencionado foi do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. [VIDEO]

A intenção do ministro já é conhecida de todos.

Na última semana, o líder do MDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), conversou com Meirelles sobre essa possibilidade. Rossi afirmou que uma possível filiação de Henrique Meirelles ao MDB seria uma grande conquista ao partido. E finalizou afirmando que o ministro seria capaz de "aglutinar" os partidos de centro em torno de sua candidatura ao Planalto.

O próprio Baleia Rossi definiu com clareza a estratégia que será adotada pelo MDB. Segundo afirmou, o objetivo do partido é ter um candidato que faça a defesa da agenda do governo. Caso esse nome não seja Michel Temer, Henrique Meirelles surge como melhor opção.