Danilo Gentili será obrigado a pagar uma indenização para a deputada Maria do Rosário. Esse caso acabou sendo registrado na última quinta-feira (8).

Segundo algumas informações, o apresentador [VIDEO] do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) terá que pagar uma indenização no valor de R$15 mil reais, após ser condenado pela justiça. O apresentador acabou sendo intimado pela deputada por tê-la envolvido em três postagens de seu Twitter. Quando a intimação chegou, Danilo Gentili gravou um vídeo sobre o ocorrido, onde pegou o papel recebido e começou a esfregar nas partes íntimas, como uma forma de repúdio ao acontecimento.

Algumas pessoas que assistiriam as imagens ficaram revoltadas com a posição do apresentador de televisão.

Diante disso, a justiça acabou decidindo que Danilo Gentili deve pagar uma indenização para Maria do Rosário, por danos morais. Nas últimas horas, essa notícia está sendo uma das mais comentadas no Facebook, por se tratar de algo bastante incomum de acontecer.

Quem é Maria do Rosário?

Maria do Rosário Nunes, é uma professora que hoje atua na política brasileira. Ela acabou deixando o magistério de lado para se dedicar ao seu cargo de deputada federal pelo estado do Rio Grande do Sul. Atualmente, a deputada está filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT) e é reconhecida pelo seu trabalho como defensora dos direitos humanos.

A deputada é bastante polêmica na internet, pelo fato de se posicionar de uma forma bastante diferente dos demais parlamentares. Na maioria das vezes, ela aparece defendendo os menores infratores e isso acaba gerando uma revolta na população brasileira.

A deputada acabou ficando conhecida nas mídias sociais [VIDEO] após ser xingada em dezembro de 2014 em Brasília, quando a tribuna da Câmara era ocupada pelo deputado federal Jair Messias Bolsonaro.

Bolsonaro estava relatando o caso do adolescente conhecido como Champinha, que acabou cometendo um crime contra uma mulher na frente do seu namorado. Durante a sessão, a deputada atrapalhou o discuso do colega, e isso acabou gerando uma enorme confusão. Em um determinando momento, Bolsonaro relembra um episódio anterior em que Maria do Rosário o teria chamado de estuprador e diz para ela que ele não a estupraria porque ela não merecia. ''Eu não vou estuprar você porque não merece'', disse o parlamentar.

Diante disso, a deputada acabou abrindo um processo contra Bolsonaro, para que ele pudesse responder sobre esse caso. Jair Bolsonaro foi ouvido pelo plenário e acabou sendo condenado a pagar uma indenização e R$ 10 mil à deputada.