O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), já deixou clara sua pretensão de se lançar candidato à Presidência da República na eleição de 2018. A possibilidade é que ele seja o candidato do governo para fazer a defesa do plano econômico adotado pós-impeachment da presidente Dilma. Porém, outros nomes são discutidos pelo Planalto, inclusive Temer. O ministro estuda a possibilidade de se filiar ao MDB para se lançar candidato. Porém, para não ser pego de surpresa com a indicação de outro nome, Meirelles tem um plano B de "filiação''.

Segundo o repórter Gerson Camarotti, da Globo News e do G1, Meirelles foi convidado a se filiar ao MDB, mas não teve a garantia de que seria lançado candidato. O jornalista afirma que o ministro percebeu "sinais trocados" com relação a sua possível candidatura. Para Meirelles, não há "unidade" sobre seu nome.

O presidente do MDB, senador Romero Jucá, e Michel Temer estudam fazer uma pesquisa interna para saber a quantas anda a aprovação do nome de Meirelles como representante do partido no pleito presidencial.

Camarotti aponta que uma parte do MDB considera Meirelles como a melhor figura para fazer a defesa do "legado econômico" do governo, já que ele é o responsável principal pela pasta e bem quisto pelo mercado.

Não perca a nossa página no Facebook!