Michel Temer já garantiu que irá disputar a corrida presidencial deste ano. Quando assumiu após o impeachment da presidente Dilma Rousseff, Temer afirmou que não iria disputar a eleição, mas parece que o emedebista tomou gosto pelo poder. O Planalto necessitava lançar uma candidato do governo na eleição para presidente da República que fizesse a defesa das medidas adotas durante o mandato. No pensamento do MDB e do governo, nada melhor que Michel Temer fizesse a própria defesa, mesmo com chances ínfimas de vencer a eleição.

Segundo a repórter da Globo News e do G1, Andréia Sadi, Michel Temer teve um encontro '"especial" neste sábado (24). José Sarney foi o convidado de honra. Sarney é um dos principais conselheiros de Temer. No encontro, foi discutido o cenário político atual e alguns conselhos sobre o Judiciário.

Esse não foi o primeiro encontro privado entre ambos para conselhos e análises do cenário político. No começo do mês, ambos se encontraram para tratar sobre o nome de alguns integrantes do MDB que pudessem ser lançados candidatos à Presidência da República.

O encontro também serviu para discutir a animosidade entre Temer e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso.

Não perca a nossa página no Facebook!