Em Brasília, nesta quinta-feira, o PDT lançou oficialmente o nome de Ciro Gomes como candidato à presidência da República nas eleições do segundo semestre de 2018. Político de larga trajetória, Ciro já foi governador do Ceará, além de ministro da Fazenda e da Integração.

Apesar do nome ter sido oficializado somente nesta quinta, a possibilidade já era encarada como praticamente certa desde 2015, quando Ciro se filiou ao PDT. No discurso inicial, ele projetou uma chance de crescimento nas pesquisas diante do que ocorrer com Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula [VIDEO], e Jair Bolsonaro, os dois principais postulantes neste momento.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Lula

"Há Bolsonaro obstaculizando a evolução do candidato real da direita "civilizada", que é o Geraldo Alckmin, e por outro lado Lula obstaculizando a minha. Caso um ou outro não esteja no processo, eu e Alckmin temos condições de fazer um segundo turno", projetou.

Essa será a terceira vez que Ciro Gomes tentará a cadeira mais importante da política nacional. Antes, ele havia se candidatado [VIDEO] em 1998 e 2002. Em nenhuma delas, no entanto, chegou ao segundo turno. Na primeira, venceu Fernando Henrique Cardoso. Na outra, foi a vez de Lula ser o mais votado pelos brasileiros.