Uma informação preciosa sobre o plano de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acabou vazando da Polícia Federal (PF) e chegou até a imprensa através da revista Veja.

Conforme as informações, a princípio, o petista seria preso na cidade de São Bernardo do Campo, mas pode haver uma negociação com seus advogados e ele ser preso em outro local.

O destino do ex-presidente pode ser o Paraná, terra do juiz federal Sérgio Moro [VIDEO]. Um detalhe ainda está sendo decidido pela Justiça: não se sabe em qual local Lula começaria a cumprir pena. Cinco possibilidades foram listadas pela PF e uma delas é o quartel do Exército em Curitiba e uma outra seria a base aérea que fica a poucos quilômetros da Superintendência da Polícia Federal.

Esses locais trariam algumas vantagens, já que existiria uma segurança maior para o ex-presidente e as manifestações ficariam mais complicadas, já que o local é mais distante do alcance dos populares.

Mesmo assim, alguns investigadores acreditam que ficar nesses locais traria um discurso de que o Lula sofre perseguição política e está detido dentro de uma "masmorra militar". Lula ficará 30 dias isolado para que seja analisado o seu comportamento. O plano está montado e estranha-se que a revista Veja já teve acesso a essa informação sigilosa.

Habeas corpus negado

O jornalista Merval Pereira cravou o futuro de Lula. Em sua coluna publicada nesta sexta-feira (02), Merval afirmou que o petista será preso e ficará inelegível.

No próximo dia 06 de março, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) receberá a resposta do Ministério Público Federal (MPF) sobre os embargos da declaração da defesa do líder do PT.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) também julgará o pedido de habeas corpus pedido pelos advogados de Lula.

A tensão e preocupação já tomou conta dos membros do PT e para eles, o que resta agora, é aguardar.

Segundo Merval, a tendência é que o STJ siga as regras do Supremo Tribunal Federal (STF) e negue o habeas corpus de Lula e confirme que o condenado já possa cumprir sua pena após sentença da segunda instância.

Ficha Limpa

Em decorrência da Lei da Ficha Limpa, Lula [VIDEO] também ficaria inelegível para as próximas eleições. Os advogados do petistas insistem para que Lula não se enquadre nessa lei, o que é muito difícil.

O STJ provavelmente nem analisará esse pedido, pois depende dos embargos da declaração do TRF-4. A grande possibilidade é que Lula fique inelegível e preso antes do prazo para o registro das candidaturas.