Horas antes da esperada votação no Supremo Tribunal Federal (STF), que julgaria um habeas corpus preventivo ao ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o Lula, uma manifestação do lado de fora na Praça dos Três Poderes, em Brasília, obrigou os policiais a agirem.

Segundo as autoridades [VIDEO], cerca de 400 pessoas estiveram presentes na localidade e estavam divididas entre grupos favoráveis e contrários ao líder petista.

Os policiais precisaram agir com spray de pimenta quando manifestantes anti-Lula tentaram erguer bonecos infláveis com os rostos do ex-ministro petista José Dirceu e um dos ministros do STF, Gilmar Mendes.

A alegação da PM é de que esse tipo de atividade é ilegal.

Esse foi o caso de maior repercussão ao longo do pequeno protesto do lado de fora do STF [VIDEO]. A polícia chegou a apreender os balões, mas garantiu a devolução após o desfecho da sessão.

Para Lula, o resultado foi positivo já que ele ganhou "tempo" a partir da deliberação do Supremo, que impediu sua prisão pelo menos até o próximo dia 4, quando a Casa voltará a fazer o julgamento do seu habeas corpus. Lula, nesta semana, seguiu sua agenda de viagens pelo Brasil e acumulou atos em cidades do Rio Grande do Sul.