Um dos mais respeitados procuradores da República e um dos mais ativos membros integrantes da maior operação de combate à Corrupção na história do Brasil, Carlos Fernando dos Santos Lima, da Operação Lava Jato, se manifestou enfaticamente em relação ao julgamento que envolveu a análise do habeas corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

O julgamento na mais alta instância de Justiça do Poder Judiciário brasileiro, o Supremo Tribunal Federal (STF), ocorreu sob forte "tensão", já que o caso se refere a um ex-mandatário do país.

Com a decisão da Suprema Corte em adiar em autorizar que fosse adiada para o próximo dia 04 de abril, após o período pascal, da análise do mérito do tema respectivo, uma repercussão negativa do caso tomou conta das redes sociais e também perante a sociedade civil organizada no país.

Entretanto, o que causou mais "espanto", trata-se da decisão da própria Corte, ao atender a um pedido do advogado de defesa do ex-presidente Lula, José Roberto Batochio, que havia solicitado durante a realização da sessão plenária, na última quinta-feira (22), para que fosse uma concedida uma liminar judicial para que fosse garantido ao ex-mandatário petista não ser preso, até que seja julgado o mérito no STF.

Integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato se manifesta

O procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, se manifestou enfaticamente por meio de sua rede social do Facebook, em se tratando do julgamento do habeas corpus preventivo, cuja decisão da maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), acarretou uma "reviravolta" favorável ao ex-mandatário petista, no que se refere à sua condenação por crimes relacionados ao caso Tríplex do Guarujá, por práticas criminosas de "colarinho branco", de lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Lava Jato

O procurador Carlos Fernando é um dos principais membros integrantes da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

De modo irônico e atento aos anseios da sociedade brasileira, o procurador Carlos Fernando afirmou, de modo contundente em sua rede social, ao mencionar uma frase célebre de George Orwell, em se tratando do tema "A Revolução dos Bichos", no que se refere aos privilégios de pessoas poderosas: "Todos os animais são iguais, porém, alguns são mais iguais do que outros".

O procurador e membro do Ministério Público Federal foi ainda mais longe, ao concluir que no Brasil, alguns podem ser considerados animais supremos. A frase de Carlos Fernando dos Santos Lima acabou traduzindo todo o sentimento de insatisfação por parte de setores expressivos da sociedade organizada brasileira, em se tratando do polêmico julgamento do habeas corpus preventivo, impetrado por defensores do ex-presidente Lula.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo