O ministro do Supremo, Marco Aurélio, mostrou-se descontente com Sergio Moro, devido ao juiz federal pedir ao Supremo que prendam o ex-sócio da Engevix, Gérson Almada. Marco Aurélio percebeu que o juiz tem ''voz'' dentro da Corte. Almada foi condenado em segunda instância.

Tudo leva a crer que Sergio Moro colocará Lula na cadeia. Marco Aurélio disse que estão em ''tempos estranhos'', no qual um juiz de primeira instância manda para a cadeia um condenado em segunda instância. O ministro não gostou da atitude de Moro.

O juiz da Lava Jato escreveu em despacho que rever prisão em segunda instância seria algo desastroso para as investigações.

Moro já deixou claro que o Supremo [VIDEO]deve continuar com o entendimento que condenados devem ir para cadeia após decisão em segunda instância e que isso é fundamental para que as ações penais terminem.

Quando julgou Lula, Sergio Moro determinou 9 anos e seis meses de detenção. No entanto, ao cair nas mãos dos desembargadores do TRF-4, Lula teve a pena aumentada para 12 anos e um mês de cadeia. A defesa do petista tenta todos os recursos disponíveis para evitar o enquadramento. Lula diz que é inocente de todos os crimes e uma ''vítima'' de Sergio Moro, Ministério Público Federal (MPF) e Polícia Federal.

Na próxima segunda-feira, 26 de março, Lula poderá estar atrás das grades, segundo o Antagonista. O resultado final do TRF-4 e uma rápida decisão de Moro podem ''acabar de vez'' com o petista.

STF aos nervos

Os ânimos estão à flor da pele entre os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A grande pressão exercida contra a ministra Cármen Lúcia [VIDEO] e a expectativa da prisão ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva trazem controvérsias entre ministros da Suprema Corte do País.

Nesta semana, Gilmar Mendes tentou impetrar um habeas corpus vindo da Associação de Advogados do Ceará contra a prisão após condenação em segunda instância. O ministro Celso de Mello tentou marcar uma reunião com membros da Corte para colocar em pauta as prisões em segunda instância. Cármen Lúcia mantém sua decisão firme e tenta ignorar as pressões.

Acontece que Lula está muito perto de ser preso e isso eleva o clima da Corte. Conforme o entendimento do STF, o resultado final do Tribunal Regional Federal da 4° Região colocará Lula na cadeia e não haverá salvação ao ex-presidente.

Após o resultado do TRF-4, só dependerá do juiz federal Sergio Moro dar a palavra de ordem, enviando Lula para a penitenciária.