Presidente nacional do PSDB e governador de São Paulo, Geraldo Alckmin [VIDEO] já pode se considerar pré-candidato à Presidência da República pelos tucanos, apesar de não oficializado ainda. Muito bem quisto pelos companheiros de partido, parece que o nome de Alckmin não é do agrado de todo. Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou ser difícil a vitória do tucano no pleito presidencial.

Segundo Maia, o governador de São Paulo "possui imagem negativa acima de 45%". E completou pintando o pior cenário ainda para os partidos de centro, ao afirmar que se uma candidatura não começasse a ser construída a partir de agora, a eleição cairia no colo "do PT [VIDEO], Ciro ou Marina".

Após críticas a Geraldo Alckmin e fazer terrorismo com aqueles que não desejam ver um candidato de esquerda à frente do País novamente, Maia enfim tirou sua carta na manga. O presidente da Câmara afirmou que não estava falando essas coisas para que apoiassem uma possível candidatura sua, porém, ponderou dizendo que seu nome é apoiado por "alguns partidos importantes" e que seria capaz de levar a agenda do centro para o segundo turno.

Rodrigo Maia por muitos meses negou sua candidatura e disse que seu objetivo era aprovar a reforma da Previdência. Com o projeto descartado, pode ser que agora o deputado se pinte como candidato.