O polêmico deputado federal que agora é pré-candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro [VIDEO], teve que cancelar o discurso que iria fazer em Curitiba, na praça Santos Andrade.

O político levou um "toco" dos seus apoiadores, ninguém apareceu no local marcado. Foi bastante constrangedor para Jair Bolsonaro, já que, na noite anterior, sua assessoria havia convidado a imprensa para o compromisso que aconteceria as 10h30 da manhã.

Segundo a assessoria de imprensa do pré-candidato à presidência, o compromisso foi cancelado para evitar confronto com estudantes da Universidade Federal do Paraná.

No dia anterior, o ex-presidente e agora réu condenado em segunda instância da Lava Jato, Lula [VIDEO], esteve na praça com sua caravana.

Jair Bolsonaro prometeu que lavaria as escadarias onde Lula discursou.

Bolsonaro disse que a ideia era realmente lavar a sujeira que o PT deixou no Brasil, ainda disse que Lula deveria estar preso e não fazendo discursos por aí.

Em uma coletiva de imprensa, Fernando Franscischini, que é quem cuida da agenda de Jair Bolsonaro, disse que o único motivo para que ele não cumprisse o compromisso foi o respeito pela peça de teatro que os estudantes estavam assistindo.

Como Bolsonaro acabará com feminicidio

Bolsonaro, polêmico como sempre em seus comentários, foi questionado sobre como ele irá acabar com o feminicídio, caso vença as eleições para presidente. O candidato, sem pestanejar, respondeu: "A lei do feminicídio não funciona, o que funciona é arma na bolsa".

Jair Bolsonaro também pretende acabar com benefícios a ex-presidentes da República.

O candidato ainda promete acabar com o Ministério da Cultura e anexar ao Ministério da Educação.

Ataque à caravana do PT foi provocado pelos próprios petistas

O candidato ainda polemizou ao dizer que o PT de Lula pode ter criado um "factóide" sobre ataque sofrido por caravana de Lula, e que o PT diz ser uma tentativa de assassinato ao ex presidente.

Em defesa ao PT, o ex-deputado federal Doutor Rosinha, disse que somente uma pessoa com problemas psicológicos atentaria contra a própria caravana.

Jair Bolsonaro é pré-candidato à presidência e um homem bastante polêmico, principalmente em temas que geram bastante polêmica como homossexualidade, racismo e feminicidio. O político tem muitos fãs, mas também tem muita gente que não simpatiza em nada com ele.

Se você gostou do conteúdo compartilhe!