Vídeos divulgados nas redes sociais mostram o prefeito de Uruburetama, José Hilson de Paiva (PCdoB), no estado do Ceará, [VIDEO] fazendo sexo e cometendo estupros contra suas próprias pacientes em consultório de ginecologia. O político, muito conhecido na região, é acusado por pelo menos três mulheres de realizar os atos sem o consentimento delas. O caso só foi descoberto porque o próprio prefeito procurou a polícia para informar que estava sendo chantageado. O caso acabou tendo enorme repercussão na pequena cidade do Ceará. [VIDEO]

Marido falece, após ver vídeo de mulher transando com prefeito de Uruburetema

Um dos vídeos em questão mostra também o prefeito José Hilson de Paiva (PCdoB) realizando uma ação íntima com uma amante.

O marido dela acabou vendo as cenas e ficou apavorado. De acordo com informações do jornal 'A Tribuna do Ceará', o homem acabou falecendo, após ver as cenas. O conteúdo provocou enorme repercussão na mídia. O homem, antes de morrer, chegou a ser levado para um hospital da cidade. O marido se sentia mal por saber que sua esposa o traía com o prefeito da cidade, um homem muito poderoso.

O homem que morreu não teve o seu nome identificado. Testemunhas que o conheciam garantem que ele tinha um problema no coração, o que pode ter facilitado as coisas. Já a situação política de José Hilson de Paiva está bem complicada. O ginecologistas também assediaria mulheres durante as consultas ginecológicas. Algumas, a fim de denunciarem a situação, acabaram usando as redes sociais para publicar fotos contra o prefeito.

Uma das vítimas afirmou que o prefeito a ameaçou dizendo que ela não era nada e que ele era um homem muito influente. Ela não contou nem aos pais.

Vida política de prefeito abusador deve estar no fim, indica partido

O PCdoB, partido de José Hilson de Paiva, já indica que ele deve ser expulso da legenda. Pelo menos uma suspensão política dele é esperada. Uma das vítimas explicou porque demorou a fazer a denúncia em torno do caso. "Não falei antes porque eu era casada, tinha medo, eu era nova, e ele é uma pessoa influente na cidade. Sofri muito, tenho medo, tinha medo, fui ameaçada', disse a mulher, que disse que por conta do vídeo a sua vida virou um tremendo inferno.

Veículos de comunicação em todo o País acabaram noticiando o caso. A 'Tribuna do Ceará' procurou o órgão de Segurança Pública do Estado para confirmar os fatos, mas ainda não recebeu um posicionamento.