A última pesquisa nacional realizada pelo Paraná Pesquisa mostrou que Jair Bolsonaro (PSL) era o segundo colocado entre o público feminino, com 13,9% dos votos [VIDEO]. Lula, que ainda não havia sido condenado em segunda instância nem estava na cadeia, liderava entre as mulheres.

Os números surpreenderam aqueles que acreditavam que Jair Bolsonaro não tinha grande porcentagem de votos entre o público feminino. Para se ter uma ideia, o deputado federal superou Marina Silva (Rede), que aparecia com 10,4%. No cenário sem Lula, Bolsonaro tinha 15,1% dos votos do público feminino.

Musas de direita

No Facebook, uma das páginas que mais reúne mulheres que apoiam Bolsonaro é a “Musas de Direita” [VIDEO].

Por lá, são postadas diversas imagens de mulheres com camisas de apoio a Bolsonaro e o público feminino se faz presente também com comentários de apoio ao pré-candidato à Presidência da República.

Além das mensagens em defesa de Bolsonaro e do posicionamento político, há ataques ao Partido dos Trabalhadores (PT), que governou o Brasil entre 2003 e 2016, com Lula e Dilma Roussef.

Mulheres de direita

Outra página do Facebook que demonstra apoio a Jair Bolsonaro é a “Mulheres de Direita”. Com quase 18 mil curtidas, a página se dedica a postar diversas fotos com mulheres posando com camisetas do candidato do PSL.

O apoio não se limita apenas à páginas do Facebook. Muitas mulheres anônimas declaram apoio a Bolsonaro. No Twitter, por exemplo, circula o vídeo (que pode ser visto abaixo) em que isso é feito.

“É melhor Jair se acostumando”, dizem as mulheres de Cruz Alta e Seberi, duas cidades do Rio Grande do Sul. “As mulheres gaúchas estão com Bolsonaro”, dizem na sequência do vídeo.

No mesmo vídeo, que tem pouco mais de um minuto e meio, há também uma senhora de 94 anos que afirma que não tem mais o dever de votar, mas que sairá de casa para votar caso Bolsonaro seja candidato.

Por fim, há uma mulher negra. “Sim, vai ter negro de direita, vai ter mulher de direita, vai ter negro apoiando Bolsonaro e vai ter mulher apoiando Bolsonaro sim”, diz a mulher que aparece na imagem.

Pepê e Neném

Entre as famosas, o apoio mais significativo que Bolsonaro já recebeu foi da dupla Pepê e Neném. Elas são tudo aquilo que os detratores de Bolsonaro acham impossível encontrar em um eleitor do parlamentar: mulheres, negras e homossexuais.

As eleições presidenciais acontecem em outubro e os cidadãos brasileiros que têm entre 18 e 70 são obrigados a votar. Aqueles que tem mais de 70 anos e 16 e 17 votam se quiser. Independente de sexo, cor, orientação sexual, cada um é livre para votar em quem quiser.