Mesmo com toda a turbulência vivida nos bastidores do Partido dos Trabalhadores (PT) nos últimos dias, o ex-presidente Lula [VIDEO]e a também ex-presidente Dilma Rousseff decidiram pelo lançamento da candidatura da petista ao senado pelo estado de Minas Gerais O anúncio oficial da candidatura ainda não foi feito, mas ocorrerá em breve, podendo, inclusive, ocorrer nesta sexta-feira (06).

A ex-presidente terá que mudar seu colégio eleitoral do Rio Grande do Sul para Minas gerais, e também terá de ir morar na capital do estado, Belo Horizonte. Em do mandado de prisão do ex-presidente Lula, Dilma [VIDEO]está reunida com os outros lideres do Partido dos Trabalhadores em São Bernardo do Campo, no Sindicato dos Metalúrgicos.

O ex-presidente Lula tem se reunido constantemente com as lideranças do seu partido no local em que começou a sua trajetória, isso depois que teve um mandado de prisão declarado pelo juiz federal Sergio Moro. A movimentação é grande no entorno do prédio onde se encontra o principal líder do PT, com vários curiosos e viaturas da polícia, que tentam manter a ordem no local.

Dentro da sede do sindicato, o ex-presidente ficou até as 21h50 trancado dentro da sua sala e teve contato com poucas pessoas, enquanto isso outros membros do partido aguardavam com ansiedade por um pronunciamento de Lula no segundo andar da sede.

O clima dentro do local não era dos piores, e um clima de confraternização pôde ser notado por quem estava presente, com políticos recebendo cumprimentos e também houve a entrega de cartazes com a foto do ex-presidente e uma frase que dizia “Tô com Lula”.

Estiveram presentes no encontro várias personalidades políticas, com os deputados Paulo Pimenta e Paulo Teixeira, ambos do PT. Também marcou presença o pré-candidato à presidência da república Guilherme Boulos, do PSOL, além de Ciro Gomes (PDT), ex-governador do Estado do Ceara, e que também pode concorrer à presidência.

Alguns jornalistas que foram fazer cobertura das notícias no local não foram bem recebidos por militantes e acabaram sendo hostilizados e tiveram ovos jogados em sua direção. Os principais alvos dos militantes foram os jornalistas da equipe da Rede Globo.

Assim que chegou ao local, o deputado do PC do B, Orlando Silva, falou com os jornalistas e deu sua opinião sobre o mandado de prisão para o ex-presidente Lula. Para ele, o manddto parece ser um "completo atropelo", e um abuso de poder dos judiciários.