O juiz federal Sérgio Moro tem concedido discursos fortes para mostrar a importância de se combater a Corrupção para a impunidade não ganhar da Justiça. Nas suas palestras, o juiz se mostra confiante com os trabalhos desenvolvidos pela Operação Lava Jato e não se intimida com os ataques que são feitos contra a sua honra.

No evento do 31° Fórum da Liberdade ocorrido na PUC de Rio Grande do Sul, o magistrado citou a postura correta da ministra Rosa Weber de não falar com a imprensa.

Segundo ele, ela age corretamente em relação a isso e afirmou que ele é errado ao falar com a imprensa, tirando risos da plateia.

Moro falou sobre a corrupção, o STF e evitou de entrar no assunto sobre a detenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Uma de suas defesas foi sobre a prisão após a condenação em segunda instância que, para ele, tem se tornado um mecanismo inteligente contra a impunidade.

Moro falou que já passou por vários processos e sabe que a sucessão de recursos só retarda o cumprimento da prisão, acabando em muitos casos, em nada. O caso de Paulo Maluf é um deles, onde o ex-prefeito de São Paulo poderia já ter pago pelos seus crimes e só foi decretada a sua prisão na velhice.

O juiz demonstra um grande orgulho pela Lava Jato e ressalta que é ilusão quem pensa que a Operação irá acabar com a corrupção. A mensagem do juiz é um alerta no seguinte entendimento: "Você pode ser o próximo".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Sergio Moro

Informações divulgadas

Moro afirmou que foi de grande importância levar até as pessoas quais as reais intenções nas decisões dos parlamentares. De acordo com ele, as críticas que surgiram sobre informações vazadas da Lava Jato devem ser apuradas, porém, nada de ilegal vazou por suas mãos.

O juiz disse que foi fundamental levar ao conhecimento das pessoas as leis e atitudes que legisladores implicados possuem para frear as investigações. A pressão popular ajuda no combate dessas articulações criminosas no Congresso.

Aplaudido

O juiz paranaense foi aplaudido por todos principalmente quando falou que "a presunção de inocência não pode se confundir com liberdade a poderosos".

Para o juiz, a decisão do STF sobre o habeas copus do ex-presidente Lula foi importante e sábia. Porém, não por ser de Lula, mas sim, para ser exemplo para todos que tentarem os mesmos caminhos.

O promotor italiano Antonio di Pietro, responsável pela Operação Mãos Limpas da Itália, apoio o juiz e falou que o país voltará a normalidade quando um gesto de combate à corrupção não ser motivos de aplausos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo