A ministra Rosa Weber, magistrada que faz parte como membro integrante da mais alta instância do Poder Judiciário do Brasil, o Supremo Tribunal Federal (STF), demonstra a cada dia mais que a situação pode não estar fácil para o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Um dos advogados considerados lulistas e próximo ao ex-mandatário petista, Celso Bandeira de Mello, tentou a todo custo, sem sucesso, se encontrar com a ministra Rosa Weber.

Vale ressaltar que a magistrada gaúcha da Suprema Corte brasileira proferiu um dos votos considerados extremamente decisivos para que fosse rejeitado o habeas corpus preventivo que havia sido impetrado pela defesa do ex-presidente Lula, há aproximadamente um mês. A votação apertada em que o petista foi derrotado por seis votos a cinco, acabou culminando na decretação de prisão, através de decisão tomada pelo juiz Sérgio Moro, após a confirmação da condenação no Tribunal de segunda instância, o Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4), que está sediado em Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul.

Vale lembrar que o ex-presidente Lula encontra-se sob regime de prisão, cuja pena está sendo cumprida, primeiramente, na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, capital do Paraná. O ex-mandatário petista foi condenado a doze anos e um mês de cadeia em regime prisional de caráter penal fechado, por práticas consideradas criminosas de "colarinho branco", cuja pena se baseia em corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Lula

O processo referente ao caso do apartamento de luxo Tríplex do Guarujá, tramitou no âmbito das investigações da força-tarefa de apuração de crimes relacionados à Petrobras, que são julgados pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, em primeira instância, a partir da décima terceira Vara Criminal que está sob jurisdição da Justiça Federal de Curitiba. A Lava Jato é conduzida pelo magistrado paranaense Sérgio Moro, em primeiro grau, a partir da décima terceira Vara Federal da capital paranaense.

Ministra Rosa Weber não recebe jurista 'lulista'

Já passados vários dias após a decretação de cumprimento de prisão pelo ex-presidente Lula, um dos juristas que é considerado extremamente crítico à Operação Lava Jato, tentou se reunir com a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber. Celso Bandeira de Mello denota a intenção de "tirar da prisão todos os corruptos que praticaram crimes condenados em tribunais de segundo grau", conforme repassou a informação o site "O Antagonista".

Entretanto, de acordo com informações repassadas pelo Jornal "Folha de São Paulo", "a magistrada Rosa Weber teria alegado problemas relacionados à agenda para recusar o pedido feito pelo advogado Celso Bandeira de Mello". Porém, o mesmo advogado supra-citado conseguiu obter audiência e ser recebidos por cinco ministros da Suprema Corte: Gilmar Mendes, o decano Celso de Mello, além dos ministros Marco Aurélio Mello, José Antonio Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, quase sempre simpáticos às causas petistas na Suprema Corte.

Vale lembrar que os cinco ministros supra-citados do Supremo, haviam votado favoravelmente à concessão de um habeas corpus preventivo para o ex-presidente Lula, mas foram votos vencidos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo