A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, participou de uma conferência em Boston, nos Estados Unidos, nesse sábado, 7 de abril. No Brazil Conference, a chefe do Ministério Púbico Federal (MPF) esteve ao lado do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso e temas como prisão em segunda instância e Lava Jato foram discutidos.

No dia da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula [VIDEO] da Silva, condenando pela Justiça por corrupção passiva e lavagem de dinheiro , Raquel Dodge mostrou desenvoltura ao falar de criminosos ricos.

A procuradora enfatizou que, no Brasil, condenados com menores recursos passam demasiado tempo na cadeia, enquanto condenados ricos conseguem manter diversos recursos na Justiça e pagam caros advogados para encurtar, ou até mesmo eliminar, uma ação condenatória.

A mensagem de Dodge soou como um recado ao ex-presidente Lula.

Nesse sábado, o ex-presidente Lula afirmou, durante a missa montada em homenagem a ex-mulher Marisa Letícia, que seu desejo é que os ricos continuem sendo presos, não apenas os pobres. No mesmo dia, Raquel Dodge tentou enfatizar que Lula faz parte da classe dos criminosos ricos, mesmo não citando o nome do ex-presidente diretamente.

Raquel Dodge [VIDEO] levantou um alerta a Operação Lava Jato, dizendo que a opinião pública tem grande peso na ação policial, e isso abre espaço para que a impunidade não se instale no Brasil. Um ponto marcante que a Lava Jato conseguiu trazer aos brasileiros foi uma grande aproximação com a política e o sistema judiciário.

Raquel Dodge disse que hoje as pessoas sabem quem são os juízes e talvez entendam melhor quem deve ser escalado no Supremo Tribunal do que no time da Seleção Brasileira.

A sociedade quer entender as decisões do Supremo e querem interagir, mostrando muitas vezes insatisfação com os resultados.

Brazil Conference

O evento em Boston contou também com a presença de Luís Roberto Barroso, que declarou haver uma operação abafa no Supremo. Em uma de suas declarações, Barroso enfatizou que, ao fazer uma interpretação constitucional, ele não pode priorizar quando o assunto chegam em ‘’A’’, ‘’T’’ ou ‘’L’’.

As siglas em referência podem muito bem representar Aécio (senador Aécio Neves, PSDB), Temer (presidente da República, Michel Temer, MDB) e Lula. Segundo o site O Antagonista, Barroso também utilizou sua fala para dar uma indireta ao ministro Gilmar Mendes.

Além de Dodge e Barroso, a cantora Anitta também participou da conferência. A funkeira surpreendeu a plateia ao falar sobre empreendedorismo e mostrar visão comercial de longo prazo.