Nessa semana, ocorreu o polêmico julgamento sobre o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. [VIDEO] Lula tentou com o Supremo Tribunal Federal (STF) conseguir o benefício para se livrar da prisão. Agora, por 6 votos a 5, ele não terá esse benefício. No entanto, o Tribunal Regional Federal da Quarta Região ainda tem outro recurso para analisar sobre o petista, [VIDEO] o que explica o fato dele ainda estar solto. Lula é um dos maiores líderes políticos do país e sua possível prisão está deixando os ânimos acirrados. Prova disso é o que tem acontecido com algumas entidades, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, o MST.

MST faz graves ameaças contra a Globo e anuncia que colocará fogo no canal

Os ânimos ficaram tão acirrados que uma das entidades que defende Lula começou a apelar para as ameaças de violência.

O voto da Ministra Rosa Weber, que era considerado decisivo, acabou tirando as esperanças do petista, que assim como outros políticos, pode acabar na cela da Polícia Federal na cidade de Curitiba, no estado do Paraná. Alexandre da Conceição, que é dirigente do Movimento dos Sem Terra, usou o seu posicionamento para atacar a decisão do Supremo e também fazer ameaças significativas à Rede Globo. De acordo com ele, a partir de agora, a ordem para os militantes é radicalizar.

MST surpreende e pode invadir até a Globo, indica líder do movimento

Alexandre Conceição garantiu que a posição do MST diante de uma possível prisão de Lula vai ser muito dura. Ele contou que agora a ideia é que se radicalize ainda mais o movimento, na tentativa assim de pressionar as entidades a deixar Lula livre. Durante o julgamento do petista no Supremo Tribunal Federal - que durou onze horas - movimentos contra e favoráveis ao líder de esquerda fizeram manifestações em pelo menos 23 cidades brasileiras.

A decisão do STF contra Lula teve repercussão até mesmo fora do país e o dólar caiu nesta quinta-feira (5).

Líder do MST faz ataques à Rede Globo e surpreende

Não haverá terra que não será ocupada, não haverá arrego. Não haverá nenhum prédio público que não será ocupado. Não tem mais valsa. É porrada, é guerra, é luta e venceremos“, discursou o líder do MST. Em seguida, ele fez ataques à Globo. De acordo com Conceição, o jornal 'O Globo' e a Rede Globo seriam ocupadas e poderiam até serem queimadas. A justificativa, segundo o líder do movimento de esquerda, é que a entidade permite que o povo seja humilhado.