O Partido dos Trabalhadores (PT) fez um pedido com certa urgência ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, e fez um alerta polêmico. De acordo com os petistas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está correndo risco de vida enquanto preso em Curitiba (PR).

Isso porque, segundo o partido, o líder petista está correndo o risco de ser envenenado. Por isso, a direção do PT pediu ao ministro que o ex-presidente tenha cuidados especiais principalmente com relação a sua alimentação na prisão.

Petistas temem que a comida oferecida ao pernambucano possa ter algum tipo de veneno.

Vale ressaltar que até mesmo no avião que transportou Lula até Curitiba houve ameaças de morte contra ele. Enquanto estava sendo transportado para a prisão na capital do Paraná, uma voz ameaçou o ex-presidente de morte através de uma gravação detectada pelos próprios pilotos da aeronave, que já confirmada pela Aeronáutica.

Há suspeitas de que as mensagens de cunho ofensivo contra o ex-presidente tenham partido da torre do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, ou da torre de Bacacheri, na capital do Paraná.

O Partido dos Trabalhadores, depois que soube do conteúdo da gravação, passou a defender que Lula seja transferido para uma prisão federal em São Paulo. Além disso, que o ex-presidente tenha segurança permanente, enquanto cumpre prisão após condenado em primeira e segunda instância a cumprir 12 anos e um mês de prisão e ter seus bens bloqueados pela Justiça brasileira.

O conteúdo do áudio que faz ameaça a vida de Lula

“Manda esse lixo janela abaixo”, pediu um homem em comunicação com os pilotos da aeronave que estava transportando Lula para a prisão em Curitiba.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Sergio Moro Lula

Os pilotos, no entanto, de acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), como se pode ver na postagem feita pela instituição em seu perfil oficial de rede social, passaram a alertar ao homem que ele estava cometendo algo ilícito, por estar interferindo na frequência de voo da aeronave.

“Me parece que é uma pessoa que tem um rádio transmissor em casa e que mantém escuta dos órgãos de controle”, disse um dos diretores da FAB, que ainda explica ser normal esse tipo de interferência nas viagens aéreas brasileiras.

Os investigadores ainda disseram que muito provavelmente a pessoa tenha feito a interferência exatamente do conforto de sua casa, pois, ao ouvir detalhadamente áudio, há um latido de cachorro no ambiente e também ruídos familiares de alguém que estava fazendo a transmissão de sua própria residência. A FAB segue tentando identificar a origem do áudio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo