2

Na última sexta-feira (20), foi anuncia no site da Veja a nova capa da revista, que entre os destaques apontou que perfis falsos e robôs seriam o fator decisivo que transformou o deputado federal Jair Messias Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL-RJ), em um gigante no universo digital.

Ele lidera as pesquisas de intenção de voto a presidente da República em um cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está preso e provavelmente não disputará as eleições deste ano. Com o título “O real e o imaginário”, a revista divulgou uma reportagem que conta um episódio que teria ocorrido logo após as eleições de 2014.

Na época, um suposto assessor do deputado teria procurado uma empresa de Vitória, capital do Espírito Santo, que trabalha com divulgação de campanhas políticas na internet, para alavancar a imagem do deputado no mundo digital. Segundo informações da Veja, o suposto assessor do parlamentar procurou a empresa com objetivo de tornar a figura pública do deputado mais popular nas redes sociais.

A revista ainda disse que o método usado pela empresa seria a divulgação em massa de textos em apoio às posições políticas do deputado federal, além de postagens pró-Bolsonaro no Twitter e de perfis falsos infiltrados em grupos de política do Facebook, espalhando textos e mensagens de apoio ao parlamentar.

Mas, segundo as fontes da Veja, a empresa já tinha outros clientes políticos e não aceitou fechar com o assessor de Bolsonaro.

Nesse domingo (22), o deputado Jair Bolsonaro [VIDEO] ironizou a publicação da revista em sua conta no Twitter. “Vou abrir o jogo: Como vocês, sou também um robô de última geração somente detectado com inteligência artificial”, escreveu Bolsonaro.

Em um vídeo publicado no Facebook, o presidenciável Jair Bolsonaro rebateu as acusações da revista Veja. O deputado relata que a revista teria dito que somente um sistema de computador com inteligência artificial poderia detectar se há ou não robôs envolvidos no seu crescimento na redes sociais.

Bolsonaro é o político mais popular nas redes sociais

Para o deputado, usar um sistema robô para detectar se há outros robôs seria uma operação sem credibilidade por parte da Veja. Para completar, Bolsonaro também disse que “meus robôs, na verdade, são o povo brasileiro”.

Um levantamento feito pela empresa de inteligência digital MrPredictions e divulgado no site da revista Exame em janeiro deste ano apontou que Bolsonaro é o pré-candidato à Presidência da República com maior influência no meio digital no Brasil. São mais de 6,7 milhões de seguidores.