Com a saída de Lula (PT) do cenário político, Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede) passaram a ser os protagonistas da corrida presidencial. As eleições estão marcadas para outubro e os dois correm na frente dos demais concorrentes.

Como as mulheres representam poucos mais de 50% dos votos e, logo, são maioria, o voto feminino tem um peso muito grande. E neste ponto os adversários de Bolsonaro estão fazendo uma leitura errada da situação achando que o candidato conservador não é bem visto entre as mulheres.

Publicidade
Publicidade

Pesquisa realizada pelo DataPoder360 mostra que Bolsonaro lidera entre as mulheres bem à frente, por exemplo, de Marina Silva. Além da ex-senador, há apenas Manuela D’Ávila de mulher na disputa presidencial.

Bolsonaro lidera entre o público feminino

A pesquisa do instituto DataPoder360 foi realizada entre os dias 16 e 19 de abril e ouviu duas mil pessoas em todo o Brasil. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Por conta disso, Bolsonaro lidera isoladamente.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Política

O pré-candidato aparece com 19%. O segundo colocado é Joaquim Barbosa (PSB), que tem 14%. O deputado federal lidera além da margem de erro da pesquisa.

Logo em seguida, uma grande surpresa. Álvaro Dias (Podemos) aparece em terceiro no levantamento com 9%. Ciro Gomes, que já se envolveu em algumas situações polêmicas quando o assunto é mulher, aparece na quarta posição. O ex-governador do Ceará tem 8% da intenção de votos.

Marina Silva, única mulher que aparece nesse levantamento, tem apenas 7% dos votos.

Publicidade

Os marqueteiros da ex-senador devem estar estudando o levantamento para saber porque ela, como única mulher com real chance de vencer a disputa, aparece com desempenho tão ruim.

Fernando Haddad (PT), que deve ser o candidato do Partido dos Trabalhadores, tem 6% dos votos. O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin tem apenas 5% dos votos.

Mulheres indecisas sobre quem escolher para presidente

O número de mulheres que votariam branco ou nulo se a eleição fosse hoje é maior do que o número de qualquer candidato: 23%.

Além disso, 9% das mulheres não sabem ou não responderam.

Até outubro, muitas mulheres poderão se decidir em quem votar ou poderão mudar de voto. O fato é que uma passada pelas redes sociais mostra muitas mulheres declarando voto a Bolsonaro e usando camisas com a imagem do pré-candidato. O mesmo fenômeno não se repete com outros pré-candidatos e isso pode ser decisivo na urna.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo