Neste quinto dia da greve dos caminhoneiros, entre tantas consequências adversas para a sociedade. principalmente nos meios políticos, uma se destacou mais. O pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro se destacou nas redes sociais conforme afirmou a agência Bites, empresa que analisa e interpreta dados relacionados ao mundo digital.

Ele teve participação ativa em publicações em seus perfis oficiais como o do Twitter e Facebook.

No total foram publicados 14 posts sobre a greve dos caminhoneiros. Estas publicações tiveram aproximadamente 72 mil interações, com destaque no Twitter onde os internautas publicaram 40 mil posts a respeito do Bolsonaro.

As pesquisas feitas pelos internautas sobre o movimento dos caminhoneiros e Bolsonaro foram muitas, e isto demonstra a preocupação de parte da sociedade sobre o posicionamento dele com relação à greve.

Por exemplo, um vídeo postado por ele no Youtube em 22 de maio, teve 359 mil visualizações.

Outros políticos também tiveram nestes dias suas interações em suas páginas oficiais de campanha e nas redes sociais, mas quem chegou mais próximo de Bolsonaro foi Manuela D'Ávila do PCdoB com um total de 16 mil interações. Outros políticos como Geraldo Alckmin obteve 4.542 e Ciro Gomes do PDT 3.120 interações.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

Com relação ao presidente Michel Temer, ele só perdeu para a palavra-chave "caminhoneiros" com 474 mil pesquisas e o presidente teve 305 mil posts.

Devido à enorme repercussão da greve dos caminhoneiros, este movimento também não poderia ficar fora das mídias sociais. As menções referentes aos caminhoneiros ficaram em 516,6 mil no total, sendo que somente no Twitter foram 485 mil incluindo a hashtag #euapoioagrevedoscaminhoneiros em apoio ao movimento.

Opinião Pública

Diante da repercussão desta greve, a opinião pública responsabilizou o presidente Michel Temer pela situação caótica em que o país se encontra. Mesmo diante das dificuldades crescente devido a greve,a população continua apoiando os grevistas principalmente na internet.

Isto é notório, pois em muitos lugares onde há greve, algumas pessoas levam alimentos, como água, pão, café para os caminhoneiros.

Este movimento está abrangendo outras áreas alem do transporte de cargas, como motoristas de aplicativos, transporte escolar e motoboys.

Isto mostra a insatisfação das pessoas com problemas como desemprego, escândalos políticos, carga tributária, entre outros.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo