O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, está preso em Curitiba desde o dia 7 de abril. Mesmo assim, já deixou claro a todos os correligionários que o visitam na carceragem que pretende disputar o pleito presidencial [VIDEO] de outubro. O petista lidera em absolutamente todos os cenários em que foi testado. Inclusive, vence todos os outros possíveis candidatos no segundo turno. Para cumprir o desejo do seu maior líder, o PT deve lançar a candidatura de Lula oficialmente no próximo domingo (27), segundo o blog do Josias, do UOL.

Nesta quarta-feira (23), segundo o jornalista do UOL, será realizada uma reunião entre a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffemann, o coordenador de governo de Lula, Fernando Haddad, e governadores petistas para espantar a ideia de um plano B ao nome de Lula.

Uma boa parte da ala petista cogitava o apoio à candidatura de Ciro Gomes [VIDEO].

A peça fundamental nesse cenário será a definição do vice de Lula. É esperado, inclusive, que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) impugne o registro da candidatura de Lula em agosto com base na Lei da Ficha Limpa. Assim, o caminho mais natural seria Lula entregar o posto de candidato à Presidência da República pelo PT ao vice indicado.