A presidente Dilma Rousseff [VIDEO] esteve nesta quinta-feira (31) na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, para visitar o ex-presidente Lula. Na saída do local, Dilma conversou com alguns jornalistas e despistou sobre a possibilidade de disputar uma vaga no Senado Federal por Minas Gerais. A presidente afirmou que estava se "guardando para quando o carnaval chegar". A frase é uma referência a música de Chico Buarque.

A expectativa para o eleitorado era de um possível embate novamente entre Dilma e Aécio Neves [VIDEO] pelo Senado em Minas Gerais. Porém, parece que o tira-teima não será possível. A informação que circula nos bastidores é que a imagem queimada do tucano fará com que ele não tente a reeleição.

A notícia já foi até comentada pelo presidente nacional do PSDB e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin.

A especulação de uma possível candidatura de Dilma já é comentada há muitos meses. Inicialmente, não teria sido bem recebida pelos petistas de Minas Gerais, mas o cenário após a prisão do ex-presidente Lula mudou e limpou um pouco a imagem de Dilma. As ações impopulares e rejeição a Michel Temer também ajudaram Dilma a ser vista com olhos melhores do que quando sofreu o impeachment no meio de 2016.