Mais uma pesquisa sobre as intenções de voto dos eleitores às Eleições para Presidente da república foi divulgada nesta segunda-feira (14). O levantamento foi feito pelo CNT/MDA e testou vários cenários, dentre eles uma possível não candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso em Curitiba. O levantamento foi feito entre os dias 9 e 12 de maio e entrevistou 2002 pessoas de 137 cidades. A margem de erro da pesquisa é de 2,2% para mais ou para menos.

Publicidade
Publicidade

Sem o ex-presidente na disputa, o líder nas intenções de voto é o deputado federal Jair Bolsonaro. O candidato do PL aparece com 18,3% das intenções de voto, um pouco à frente de Marina Silva, da REDE, cuja pesquisa revelou ter 11,2%, enquanto que Ciro Gomes, do PDT aparece bem perto, com 9% da preferência do eleitorado.

A diferença entre Marina e Ciro é considerada empate técnico quando levada em conta a margem de erro. Neste cenário sem Lula, a pesquisa considerou o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Hadad, como o candidato do Partido dos Trabalhadores, e ele aparece com 2,3% das intenções de votos.

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, conta com a preferência de apenas 4% dos eleitores ouvidos. O ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTC) foi citado por 1,4% dos entrevistados enquanto que os demais candidatos não alcançaram 1% das intenções de votos. Eleitores que declararam votos brancos e nulos totalizaram 29,6%, enquanto que o percentual de indecisos é de 16,1%.

Quando o nome de Lula é colocado entre os candidatos, o polêmico deputado federal praticamente se mantém estável, com 16,7% contra 32,4% do petista. Já Marina Silva cai para 7,6% e Ciro Gomes para 5,4%, o que mostra uma migração de votos entre eleitores de Lula, Marina e Ciro.

Publicidade

Segundo tuno

A pesquisa também simulou 16 cenários distintos para um eventual segundo turno. O ex-presidente Lula, que foi colocado em cinco desses cenários, venceria todos eles: Bolsonaro, Marina, Alckmin, Henrique Meirelles e o atual presidente Michel Temer, esses dois últimos do PMDB. Já Bolsonaro só perderia para Lula, empataria tecnicamente com Marina e venceria Ciro, Meirelles, Temer e Haddad - este último que foi colocado no lugar de Lula.

O levantamento também colocou Geraldo Alckmin confrontando, além de Lula e Bolsonaro, o qual perderia para ambos, outros três candidatos no segundo turno. O tucano seria derrotado por Marina, venceria Haddad e apresentaria empate técnico com Ciro Gomes, este que, por sua vez, sairia vencedor em um embate contra Temer ou Meirelles.

Leia tudo