A senadora petista Gleisi Hoffmann deixou fiéis revoltados do Santuário Nacional de Aparecida do Norte. A presidente do PT convocou os militantes do partido para fazerem uma romaria até Aparecida do Norte, interior de São Paulo, em busca de orações para a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No próximo dia 20 de maio acontecerá a chamada ''romaria Lula Livre'', o objetivo é chamar a atenção para a soltura do ex-presidente Lula, que se encontra desde o dia 7 de abril na cela da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, Paraná.

Publicidade
Publicidade

Lula foi condenado em 12 anos e um mês pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo um tríplex no litoral de São Paulo, Guarujá.

O Santuário de Aparecida respondeu em nota a chamada da senadora. Segundo informações do portal ''Folha de S.Paulo'', o santuário não gostou da convocação da petista e avaliou que não compactua com nenhum tipo de manifestação político e ideológica.

Na nota, foi explicado que o santuário é um lugar sagrado, recebendo diversos fiéis com amor e sem fazer distinção.

Publicidade

No entanto, se coloca contra a qualquer tipo de manifestação no âmbito político e deixa claro que não há nenhuma relação entre o santuário com o Partido dos Trabalhadores. O texto enfatiza que não se posicionará de maneira alguma em favor de algum político ou ato político, e ainda repudia qualquer tipo de tentativa de utilizar a sagrada eucaristia para fins comerciais ou partidários.

A convocação de Gleisi Hoffmann foi feita através da sua rede social Twitter.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula PT

A petista chamou os militantes para uma missa no dia 20, as 14 horas, no santuário. Gleisi deixa claro que o objetivo é pedir para que Lula seja liberto da cadeia e que todos possam expressar sua fé. Muitos seguidores da senadora condenaram a atitude, enfatizando que não se pode brincar com a fé.

Outros internautas chamaram atenção da CNBB (Conferência Nacional de Bispos do Brasil) para tomaram um posicionamento sobre o caso.

A assessoria de Gleisi Hoffmann foi procurada para dar esclarecimentos, no entanto o jornal não obteve nenhuma resposta.

O ex-presidente Lula terá que responder diversos processos na Justiça. O petista foi apontado como o líder máximo de uma organização criminosa que beneficiou seu partido de forma ilegal, em meio a diversos atos ilícitos. Lula teve recursos negados em várias instâncias e agora luta para sair o mais rápido possível da cadeia.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo