O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), prestou homenagens a uma policial que matou um assaltante enquanto aguardava para comemorar o Dia das Mães com a sua filha. O político levou flores para a oficial na manhã desse último domingo, (13), e deu todo o apoio para ela e a corporação em que trabalha. Nas redes sociais, muitas pessoas passaram a, também, homenagear a atitude da policial que é mãe e muitos até a chamaram de heroína dos Dias das Mães.

O assunto rendeu bastante e acabou se tornando um dos mais comentados nesse fim de semana.

No entanto, um colunista de um dos maiores portais jornalísticos do Brasil, Leonardo Sakamoto, usou de sua coluna para tecer comentários contrários às atitudes das pessoas que estão apoiando a morte do assaltante e do governador de São Paulo que, de acordo com o colunista, estaria apenas tentando subir o próprio nome com a intenção de reeleição.

'Os civis devem não reagir'

Sakamoto diz que a Polícia Militar do estado de São Paulo vem ultimamente com o objetivo de reduzir a letalidade da corporação, e pedindo para que os civis não reajam em um momento de assalto.

Porém, segundo ele, a policial em questão é preparada para isso e reagiu conforme o que ela aprendeu nos cursos que fez para ser uma oficial. No entanto, segundo Sakamoto, ele desaprova as atitudes de algumas pessoas nas redes sociais que supostamente vem comemorando a morte do assaltante e, de acordo com o colunista, esquecendo que quem foi morto era uma pessoa.

“Li gente pedindo sangue, literalmente.”, disse Sakamoto, com relação ao que alguns internautas vêm escrevendo sobre o caso da reação da policial que é mãe e está sendo chamada de heroína nas redes sociais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Sakamoto critica uma frase do governador de São Paulo, onde ele pede que as pessoas mais jovens não se aventurem no mundo da criminalidade pois, segundo o político, isso pode acabar custando a sua própria vida.

Governador faz aviso para os jovens não se aventurarem no mundo do crime

“As pessoas mais jovens não se aventurem com arma na mão, porque estarão sujeitas a morrer”, disse Márcio França. A frase repercutiu e chegou aos ouvidos de Sakamoto, que desaprovou as palavras do governador.

Segundo Sakamoto, se as pessoas comuns e até mesmo os policiais passarem a responder assaltos e a criminalidade com fogo isso acabará levando a uma tragédia social ainda maior.

Apesar disso, muitos internautas defendem que a polícia tenha ainda mais poder de fogo nas mãos e também seja cada vez mais respeitada como uma autoridade nas ruas. A atitude da mãe em se defender e defender a sociedade de um crime em pleno Dia das Mães a acabou trazendo para as pessoas uma provável esperança de que, quem sabe um dia, a sociedade brasileira se sinta um pouco mais segura da criminalidade.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo