Foi via Twitter que o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal anunciou que não será candidato da presidência da república em 2018. Ele disse que “depois de refletir muito por vários dias decidi que não será mais candidato, e que foi uma decisão muito pessoal”, comentou na rede social.

A sua candidatura tomou forma em abril quando ele se filiou no Partido Socialista Brasileiro (PSB). Inclusive, numa última pesquisa da Data Folha de intensão de voto o ex-ministro Joaquim Barbosa apareceu em terceiro lugar nas pesquisas de primeiro turno da presidência.

Publicidade
Publicidade

Com a filiação de Joaquim Barbosa no (PSB), quem ficou chateado foi Aldo Rabelo que já havia se oferecido para a possível candidatura a presidência da república. Aldo Rabelo então deixou o (PSB) e se lançou a pré-candidato á presidência pelo partido Solidariedade. Aldo Rabelo disse, na época: “Com a candidatura de Joaquim Barbosa, decidi deixar o partido e ir atrás do partido Solidariedade que havia feito um convite, e levar seus valores e pensamentos e que almeja com uma perspectiva no futuro para o Brasil”. Isso foi afirmado por Rabelo após seu desligamento do partido do (PSB).

Publicidade

PSB: Repercussão

Quem ficou muito sentido com a desistência foi o presidente do (PSB), Carlos Siqueira. Ele disse: “Tudo isso estava dentro do nosso combinado, Joaquim estava decidindo ainda sobre a candidatura. Eu sinto muito, mas respeitamos muito a decisão dele e agora é bola para frente, vida que segue”.

Carlos Siqueira disse ainda que o PSB pode ficar de fora de fora de uma possível candidatura do partido, mas que ainda não tem nada concreto para tal afirmação, e vai convocar uma reunião com os executivos na próxima semana para discutirem o assunto.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Sergio Moro Tecnologia

Agora, políticos de outros partidos ficaram aliviados com a desistência de Joaquim Barbosa. Afinal, Joaquim era um político muito forte que poderia tirar muitos votos, tanto da esquerda, quanto da direita.

Repercussão de outros candidatos

Geraldo Alckimin (PSDB) disse: “Foi uma perda, ele é um grande homem preparado para prestar serviço para o Brasil, pois nós precisamos de novas lideranças, mas se ele decidiu assim temos que respeitar sua escolha.”

Ciro Gomes do (PDT) disse: “A presença de Joaquim Barbosa seria muito boa para o Brasil.

ele representa o valor que o povo procura e a decência, uma pessoa muito importante.”

Manuela D'Ávila (PCdoB) disse ” Joaquim tinha opiniões boas e apresentava algumas pautas muito interessantes, mas respeitamos a sua decisão.”

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo