Jacob Bittar, pai do empresário Fernando Bittar, que diz ser o verdadeiro dono do sítio, decidiu revelar à Justiça detalhes sobre o processo do sítio de Atibaia. Jacob é testemunha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e não poderá ir depor ao juiz Sérgio Moro, devido a seus problemas de saúde. Em uma declaração anexada no cartório sobre os autos do processo, Jacob, ex-prefeito de Campinas e amigo de Lula, disse que o ex-presidente chegou a negociar a propriedade com seu filho Fernando Bittar.

Segundo ele, isso acabou causando brigas na família, pois ele era contra a venda.

De acordo com seus dizeres, Jacob afirmou que Lula estava muito constrangido por usar muito o sítio que não era dele. Em 2014, o ex-presidente teria conversado com a família Bittar e sugerido a compra do imóvel. Jacob revelou que sempre foi contra a venda da propriedade, mas deixou um recado para seu amigo dizendo que ele poderia usar à vontade, pois isso, lhe deixava feliz.

Uma tentativa de negociação entre Fernando e Lula com a participação de dona Marisa Letícia para a compra do sítio não foi bem aceita na família Bittar. "Isso gerou uma briga na nossa família, porque eu não concordava com a venda", ressaltou o ex-prefeito de Campinas.

Ação penal

Conforme as acusações do Ministério Público Federal (MPF), Lula é o dono do sítio e teria usado Fernando Bittar como "laranja".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula

No processo é investigada uma suposta propina recebida pelo petista para a reforma da cozinha e do lago da propriedade.O valor chega a R$ 1 milhão e teria sido retirado da corrupção que envolveu a Petrobras. As construtoras Odebrecht, OAS e Schahin teriam beneficiado Lula com as obras em troca de vantagens indevidas em contratos com a estatal petrolífera. A defesa do ex-presidente nega as irregularidades e diz que o ex-presidente não é dono do sítio.

Depressão

Segundo as informações de Jacob, foi dele a ideia de comprar um sítio em Atibaia. Ele falou que viveu momentos de depressão devido a sua doença de Parkinson. O objetivo era reunir sempre a família e os amigos com vários encontros na propriedade.

Na manifestação anexada ao processo, Jacob comenta que sempre teve uma forte amizade com Lula. Ele também afirma que tem os filhos do ex-presidente como seus próprios filhos.

Jacob falou que o sítio sempre teve as portas abertas para seu amigo e dona Marisa. Eles tinham total liberdade no local.

No dia 11 de setembro, o juiz Sérgio Moro marcou o interrogatório e ouvirá o petista na ação penal do sítio. Muitos detalhes estão sendo juntados para que Lula explique no dia da audiência.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo