O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO], mesmo preso, continua dando as cartas na articulação do PT. Lula autorizou que fosse costurado um pacto de paz entre o partido e o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, com objetivo de um apoio futuro em um eventual segundo turno, segundo o jornal Folha de S. Paulo. A publicação ainda explica que representantes petistas irão procurar o pedetista esta semana para discutir o cenário político.

Lançamento

O Partido dos Trabalhadores lançou a pré-candidatura à presidência da República de Lula na última sexta-feira (8).

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Eleições

O evento aconteceu na cidade de Contagem, interior de Minas Gerais. Estiveram no local a presidente Dilma Rousseff [VIDEO], Fernando Haddad, apontado por muitos como plano B do PT caso Lula não possa ser candidato, e diversos parlamentares da bancada petista na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

Obviamente, o ex-presidente Lula não pode estar presente. Preso há mais de dois meses, mesmo assim, o PT defende a candidatura do seu maior nome. Militantes petistas sustentam o discurso de que uma eleição sem a presença de Lula é ilegítima.

No evento, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou que Lula será candidato mesmo se a Justiça negar seu registro.