Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda de Michel Temer [VIDEO], é o indicado pelo MDB [VIDEO] para fazer a defesa do programa de governo durante a corrida presidencial. O problema é que o rótulo de candidato do governo acaba prejudicando sua candidatura. Michel Temer e suas ações são extremamente impopulares, e um presidenciável que tenha esse selo acaba sujando a imagem.

Em entrevista ao jornal Estadão, o ex-ministro da Fazenda afirmou que sua candidatura não representa necessariamente o governo Temer. Meirelles quer afastar essa imagem impopular e buscar vender seu "currículo pessoal". O presidenciável do MDB afirmou que não quer qualquer rótulo posto em sua candidatura que não seja sua experiência e histórico.

Henrique Meirelles não está sofrendo restrições apenas com rótulos. Ele também não é tão bem quisto dentro do próprio MDB. Ao lançar a pré-candidatura do ex-ministro, Temer afirmou que qualquer emedebista que não apoiasse Meirelles deveria sair do partido. Como resposta, Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado Federal, afirmou que queria ver quem iria lhe tirar da sigla. Renan Calheiros e Roberto Requião são outros dois emedebistas de peso que não apoiam Henrique Meirelles.