O governo do presidente Michel Temer agiu rápido e já definiu o substituto de Pedro Parente no comando da Petrobras. Durante esta sexta-feira, 1, em um breve pronunciamento, o chefe do Executivo brasileiro anunciou Ivan Monteiro como o novo gestor da estatal.

"Estou comunicando a vocês que Ivan Monteiro, hoje escolhido como interino para a presidência da Petrobras [VIDEO], será recomendado para ser efetivado ao Conselho de Administração", resumiu Temer.

Os diversos reajustes de preços recentes estabelecidos pela Petrobras estiveram no centro das reclamações dos caminhoneiros, que fizeram uma impactante greve nas últimas semanas e impediram o abastecimento por várias rodovias do país inteiro.

A situação deixou insustentável a gestão de Pedro Parente, que pediu demissão do cargo nesta semana.

Temer [VIDEO], no entanto, garantiu que a nova gestão - agora encabeçada por Monteiro - não projetará novos reajustes nos preços dos combustíveis e pregou a necessidade da recuperação da empresa.

"Meu governo mantém o compromisso para a recuperação financeira da Petrobras, como vem fazendo nesses dois anos. Não terá interferência política nos preços estabelecidos pela companhia", prometeu.